Bolsas mundiais operam em queda após fecharem em máximas

Bolsas mundiais operam em queda após fecharem em máximas
As bolsas mundiais operam majoritariamente no azul na manhã desta terça, procurando uma recuperação das perdas do último pregão.

As bolsas mundiais operam em queda na manhã desta terça-feira (17) após fecharem no azul na última segunda-feira (16), registrando novos recordes. O mercado também segue de olho no avanço da pandemia nos Estados Unidos — o número de casos diários cresceu nos 50 estados.

Por volta das 9h15, assim como a maior parte das bolsas mundiais, o S&P 500 futuro recuava 0,44%, para 3.607,12 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,54%, a 29.704,0 pontos. A Nasdaq, por sua vez, tinha alta 0,26%, para 12.035,88 pontos. Todos os três índices encerraram em suas máximas históricas no último pregão.

No que se refere aos mercados norte-americanos, vale destacar que a Tesla (NASDAQ: TSLA), de Elon Musk, passará a fazer parte do índice das 500 maiores empresas dos Estados Unidos. A informação foi revelada pela S&P Global na noite da última segunda-feira, fazendo com que os papéis da montadora operem em alta de 12% no pré-market.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

As bolsas mundiais aguardavam que a empresa entrasse no índice após registrar lucro por quatro trimestres seguidos, uma das exigências para a elegibilidade à lista das maiores companhias do país. Com um valor de mercado de US$ 386,82 bilhões, a Tesla entrará no S&P 500 já entre as 10 maiores empresas dos Estados Unidos.

A pandemia, no entanto, continua sob o radar dos investidores. Foram registrados mais de 166 mil casos do coronavírus na última segunda-feira no território norte-americano, com aumento nas infecções em todos os 50 estados do país.

 

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

As autoridades locais em diversas cidades estão implementando novas restrições à atividade social para conter o surto, que pode voltar a prejudicar a economia, agora nos meses de inverno. A expectativa é que uma vacina seja disponibilizada nos próximos meses, e os investidores ficaram esperançosos com o anúncio da Moderna.

A farmacêutica impulsionou as bolsas mundiais ao comunicar que seu imunizante apresentou eficácia de 94,5% em resultados iniciais da fase 3 dos testes clínicos. Com base nos testes, a companhia disse que planeja enviar à Food and Drug Administration (FDA, a agência reguladora dos Estados Unidos) uma solicitação para o uso emergencial da vacina.

Confira o desempenho das principais bolsas mundiais por volta das 9h05:

  • S&P 500 futuro: -0,45%
  • Nasdaq futuro: +0,30%
  • DAX 30: -0,28%
  • FTSE 100: -1,10%
  • Euro Stoxx 50: -0,36%
  • SSE Composite: -0,21%
  • Nikkei 225: +0,42%

As bolsas mundiais e os mercados futuros, mesmo atentos ao avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), continuam com a tendência de alta. A espera por uma vacina sustenta o otimismo dos investidores, que projetam a volta da normalidade na atividade econômica em todo o mundo.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião