Tesla fará parte do índice S&P 500 a partir de dezembro

Tesla fará parte do índice S&P 500 a partir de dezembro
A Tesla fará parte do índice S&P 500 a partir do dia 21 de dezembro deste ano, segundo informou a S&P Global

A Tesla (NASDAQ: TSLA) fará parte do índice S&P 500 a partir do dia 21 de dezembro deste ano, segundo informou a S&P Global nesta segunda-feira (16) após o fechamento do mercado. Após o anuncio, as ações da companhia de Elon Musk avançaram mais de 12% no after market da Bolsa de Valores de Nova Iorque.

Vale lembrar que em setembro deste ano, o mercado já esperava que a Tesla passasse a fazer parte do S&P 500, no entanto a comissão da S&P decidiu por não incluir a montadora no índice na época.

A especulação do mercado veio logo após a companhia reportar seu primeiro ano de lucro, uma vez que esse é um dos critérios para integrar o S&P 500.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Além disso, a S&P Global não informou qual empresa saíra do índice para que a Tesla possa entrar, mas apontou que informará futuramente.

Tesla tem lucro de US$ 0,76 por ação no terceiro trimestre

A Tesla divulgou na recentemente seus lucros referentes ao terceiro trimestre desse ano. A montadora de carros elétricos informou que ganhou cerca de US$ 331 milhões, o equivalente a US$ 0,27 por ação, ante US$ 0,16 por ação anotados no terceiro trimestre de 2019.

Contudo, ajustando o resultado para itens únicos, a companhia ganhou cerca de US$ 0,76 por ação, contra US$ 0,37 por ação ganhos no mesmo período de 2019.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A montadora ainda informou que suas vendas chegaram a US$ 8,77 bilhões, contra US$ 6,30 bilhões anotados no terceiro trimestre de 2019.

Nesse sentido, a companhia completa uma sequência de cinco trimestres consecutivos com resultados positivos.

De acordo com analistas ouvidos pela FactSet, o lucro ajustado esperado era de US$ 0,56 por ação, ao passo que projetavam vendas de US$ 8,28 bilhões.

Além disso, a empresa automotiva informou no início de outubro que entregou 139.300 veículos no trimestre encerrado em 30 de setembro. O resultado equivale a uma alta de 44% sobre o mesmo período do ano passado, e registra um novo recorde trimestral da Tesla.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião