Boletim Focus reduz previsão de crescimento do PIB pela 7ª semana seguida

Boletim Focus reduz previsão de crescimento do PIB pela 7ª semana seguida
PIB. Foto: Pixabay

Segundo o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (19), o Produto Interno Bruto (PIB) em 2021 deverá crescer 3,04%. A previsão é menor do que a da semana passada, quando o crescimento previsto era de 3,08%. Trata-se da sétima redução consecutiva do crescimento econômico brasileiro.

Há quatro semanas, o Boletim Focus indicava um crescimento do PIB de 3,22% em 2021.

As previsões para o PIB de 2022 melhoraram. Os especialistas do mercado que participam da pesquisa semanal realizada pelo Banco Central (BC) indicaram um crescimento do PIB de 2,34%, contra uma previsão da semana passada de 2,33%. Para 2023 a previsão se manteve estável, com um crescimento de 2,50%.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

De acordo com o documento, a inflação também deverá subir esse ano. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2021 está previsto em 4,92%, contra uma previsão anterior de 4,85%.

A projeção dos economistas para a inflação já está acima do centro da meta de 2021, de 3,75%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto (de 2,25% a 5,25%). A meta de 2022 é de 3,51%, com margem de 1,5 ponto (de 2,00% a 5,00%), enquanto o parâmetro para 2023 é de inflação de 3,25%, com margem de 1,5 ponto (de 1,75% a 4,75%).

Boletim Focus mantém Selic para 2021

Os especialistas mantiveram as expectativas sobre a meta da taxa básica de juros da economia (Selic), que em 2021 deverá ser de 5,25% ao ano. Há um mês, estava em 5,00%.

No caso de 2022, a projeção do Boletim Focus manteve-se em 6,00% ao ano, um mês antes a previsão era a mesma de 6,00%. Para 2023, manteve-se em 6,50%, há quatro semanas atrás estava em 6,00. Para 2024, ficou em 6,13%, há um mês atrás estava em 6,00%.

Resumo do Boletim Focus

Veja, em detalhes, as projeções mais importantes para 2021 e 2022:

2021

  • PIB: a projeção é de um crescimento da economia de 3,04%;
  • IPCA: a projeção passou de 4,85% para 4,92%;
  • Taxa Selic: a previsão manteve-se em 5,25%;
  • Dólar: a previsão do câmbio é de R$ 5,40;
  • Balança Comercial: a expectativa para o superávit ficou em US$ 57,65 bilhões;
  • Investimento Estrangeiro Direto: os especialistas mantiveram a previsão para US$ 55,00 bilhões;
  • Déficit Primário: a previsão ficou em -3,05% do PIB;
  • Resultado Nominal: a previsão permaneceu em -7,50% do PIB.

2022

  • PIB: a projeção do crescimento da economia aumentou para 2,34%;
  • IPCA: a projeção aumentou para 3,60%;
  • Taxa Selic: a estimativa ficou em 6,00%;
  • Dólar: os especialistas aumentaram a projeção em R$ 5,26
  • Balança Comercial: a expectativa para o superávit ficou em US$ 54,05 bilhões;
  • Investimento Estrangeiro Direto: a previsão ficou em R$ 65,00 bilhões;
  • Déficit Primário: a previsão ficou em -2,15%
  • Resultado Nominal: a expectativa ficou em -6,70%.

O Boletim Focus é elaborado semanalmente pelo Banco Central. São utilizadas as projeções dos especialistas das 100 principais instituições ligadas ao mercado financeiro do Brasil.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião