BMG (BMGB4) monta comitê após operação da PF

BMG (BMGB4) monta comitê após operação da PF
BMG (BMGB4) monta comitê após operação da Polícia Federal

O BMG (BMGB4) anunciou que criou um comitê extraordiário para analisar o processo criminal que levou a Polícia Federal e a Receita a realizarem operação de busca e apreensão na sede da companhia na semana passada.

Segundo fato relevante publicado pelo banco, esse comitê será coordenado pelo consultor em governança e membro do conselho fiscal Roberto Faldini.

Fazem parte do grupo a presidente do BMG, Ana Karina Dias; o conselheiro José Eduardo Dominicale, além de Olga Colpo e Dorival Dourado Jr., membros independentes.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

O comitê será assessorado pelo escritório de advocacia Maeda, Ayres e Sarubbi,

Na quinta-feira passada, o Banco BMG foi alvo de duas operações simultâneas em processos tocados pela 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo. A investigação apura os crimes de lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

Os alvos eram o vice-presidente do Banco BMG, Márcio Alaor de Araújo, e o ex-superintendente Marcus Vinícius Fernandes Vieira. Os dois estão afastados das operações do banco, segundo determinação da Justiça.

O Banco BMG (BMGB4) fechou esta terça-feira em queda de quase 7% a R$ 4,28. Nos últimos quatro pregões, o ativo recuou 20%.

Banco BMG registrou alta de 30,2% no lucro líquido do 2T20

O BMG registrou um lucro líquido de R$ 81 milhões no segundo trimestre de 2020. O valor representa uma alta de 30,2% em comparação ao período entre abril e junho de 2019, quando o montante foi de, aproximadamente, R$ 62 milhões.

O BMG também informou que seu lucro líquido recorrente nos primeiros três meses do ano foi de R$ 101 milhões, apresentando um crescimento de 20,2% em comparação ao último trimestre de 2019. Já o retorno sobre o patrimônio líquido médio recorrente foi de 10,7%, apresentando um aumento de 0,2 pontos percentuais na mesma comparação.

Felipe Areia

Compartilhe sua opinião