Quem são os 10 maiores bilionários do agronegócio do Brasil?

O ranking com as pessoas mais ricas do mundo em 2022 conta com 290 brasileiros, segundo a revista Forbes. Deste total, 54 bilionários estão relacionados ao agronegócio – 10 são mulheres.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1-1.png

Os bilionários do agronegócio no Brasil considerados pela Forbes são aqueles que possuem negócios associados de forma direta à produção no campo, ou os que são atuantes no setor.

Na lista de bilionários do agronegócio brasileiro, se inclui Jorge Paulo Lemann, que também é o homem mais rico do Brasil 2022. O ranking também conta com Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto da Veiga Sicupira, que ocupam a terceira e quarta posições dos maiores bilionários brasileiros da Forbes, respectivamente. Também estão presentes na lista os irmãos Batista, da JBS (JBSS3).

Os critérios utilizados para a formação da lista de bilionários brasileiros considera a metodologia da Forbes dos Estados Unidos, ou seja, tem como principal fonte informativa a posição acionária nas companhias listadas nas bolsas de valores até o dia 31 de maio de 2022.

Os maiores bilionários do Brasil no agronegócio

A soma do patrimônio de todos os 54 bilionários brasileiros do agronegócio é de aproximadamente R$ 402,20 bilhões. Somente Jorge Paulo Lemann e família, que lideram o ranking com R$ 72 bilhões, correspondem a 17,9% desse total. Veja quem são os 10 mais ricos do Brasil neste setor.

  1. Jorge Paulo Lemann e sua família – R$ 72 bilhões
  2. Marcel Herrmann Telles – R$ 48 bilhões
  3. Carlos Alberto da Veiga Sicupira – R$ 39,85 bilhões
  4. Joesley Mendonça Batista – R$ 22,5 bilhões
  5. Wesley Mendonça Batista – R$ 22,5 bilhões
  6. Walter Faria – R$ 16,7 bilhões
  7. Rubens Ometto Silveira Mello – R$ 14,5 bilhões
  8. Alceu Elias Feldmann – R$ 13 bilhões
  9. José Luís Cutrale Júnior e família – R$ 9,2 bilhões
  10. Jorge Luiz Silva Logemann e família – R$ 7,17 bilhões

O líder do ranking de bilionários do agronegócio, representado por Jorge Paulo Lemann e sua família, tem a origem de sua fortuna na AB Inbev e 3G Capital, mesmo com a recente baixa relevante de seu patrimônio. Lemann é acionista controlador da AB Inbev e tem participações na Kraft Heinz e no Restaurant Brands International, que controla as redes Burger King e Tim Hortons.

A fortuna de Marcel Herrmann Telles também vem da AB Inbev e pela sociedade com Lemann na 3G Capital. Ele também é acionista da ClearSale, com participação relevante de 9%, por meio da Innova Capital. A empresa teve sua IPO na bolsa de valores brasileira (B3) em julho de 2022.

Já o patrimônio de Carlos Alberto da Veiga Sicupira e sua família é de R$ 39,85 bilhões, fortuna também alcançada com a AB Inbev e 3G Capital. Ele faz parte do conselho de administração das Lojas Americanas, juntamente como Paulo Alberto Lemann.

Os conhecidos “irmãos batista”, dupla formada por Joesley Batista e Wesley Batista, são acionistas controladores da JBS, com a holding J&F Investimentos. A fortuna de cada um deles é de R$ 22,5 bilhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Outro brasileiro na lista de bilionários brasileiros do agronegócio é Walter Faria, com uma fortuna de R$ 16,7 bilhões. Ele é dono do Grupo Petrópolis e conseguiu colocar a empresa entre as três maiores cervejarias do Brasil. Isso foi alcançado por conta do sucesso de Itaipava, Crystal e Petra, marcas que pertencem à companhia.

Além disso, Rubens Ometto Silveira Mello é controlador da Cosan (CSAN3) e está em 19º na lista geral de bilionários brasileiros, com um patrimônio de R$ 14,5 bilhões. A Cosan é a maior processadora de cana-de-açúcar do mundo. A Raízen foi criada com a união de negócios da Shell e Cosan no ano de 2010, se tornando posteriormente a mais relevante produtora mundial de etanol.

O oitavo colocado na lista de bilionários do agronegócio no Brasil é Alceu Elias Feldmann, com um patrimônio de R$ 13 bilhões. Essa fortuna veio com a criação da Fertipar, cuja participação no mercado nacional de fertilizantes é de 15%. Feldmann também é detentor de 85% do grupo, que possui 14 empresas do agronegócio.

O patrimônio de José Luís Cutrale Júnior e sua família é de R$ 9,2 bilhões. Com essa fortuna, o brasileiro alcança a 32ª colocação na lista geral, aos 49 anos. Nascido em São Paulo, a origem de seu patrimônio é a Cutrale e a Chiquita.

José Luís Júnior, José Henrique e Graziela herdaram a fortuna de José Luís Cutrale, que faleceu em agosto de 2022, sendo que a Cutrale é a maior exportadora mundial de suco de laranja.

Jorge Luiz Silva Logemann e família possuem um patrimônio de R$ 7,17 bilhões. Logemann nasceu no Rio Grande do Sul e tem 68 anos. A origem de sua fortuna é a SLC Agrícola (SLCE3), uma empresa de commodities agrícolas fundada em 1978 pelo Grupo SLC. Sua posição no ranking geral de bilionários da Forbes é a 47ª.

A SLC Agrícola é uma das mais relevantes proprietárias de terras cultivadas do Brasil. O grupo também possuía a SLC Alimentos até o ano de 2018, quando foi adquirida pela Camil pelo montante de R$ 308 milhões. Com isso, Jorge Luiz Silva Logemann entrou para a lista de bilionários do agronegócio no Brasil.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião