Lucro do Assaí cai 34,2% no 3T23, mas faturamento aumenta 22%; Veja os motivos

O Assaí (ASAI3) registrou um lucro líquido de R$ 185 milhões no terceiro trimestre de 2023 (3T23), conforme publicado em seu novo balanço de resultados.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

O lucro do Assaí mostrou um recuo de 34,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando a empresa reportou um lucro líquido de R$ 281 milhões.

Segundo o balanço do Assaí, divulgado aos investidores hoje (30), o lucro e a margem líquida do Assaí foram impactados negativamente pelas altas taxas de juros praticadas no Brasil atualmente.

“O grande volume de lojas em fase de maturação e as elevadas taxas de juros seguem impactando de forma significativa o lucro e a margem líquida da companhia”, diz o Assaí no release de resultados divulgado nesta segunda-feira.

A marquem líquida, por sua vez, fechou o terceiro trimestre de 2023 em 1,1%, com variação negativa de 0,9 ponto percentual em relação ao 3T22, que era de 2,0%. Já a margem bruta ficou praticamente estável na comparação anual, apontando 16,2%.

No ano de 2023, o lucro líquido do Assaí soma R$ 413 milhões, o que corresponde a uma queda de 49,3% em relação à igual etapa de 2022.

Apesar da queda nos lucros, o faturamento foi de R$ 18,2 bilhões no 3T23, com alta de 22% em relação ao 3T22. A receita líquida da empresa totalizou R$ 17,0 bilhões, aumentando 22,9% na comparação anual.

E, para tal resultado, o Assaí enumera três razões: a significativa contribuição da expansão, com 52 lojas abertas nos últimos 12 meses; a dinâmica comercial, com destaque para a campanha do 49º aniversário da rede; e a melhoria contínua na experiência de compras, com agilidade na adaptação do sortimento e adequação dos serviços para atender às demandas regionais, que reflete na continuidade do crescimento de clientes.

Detalhes sobre os resultados do Assaí

O relatório de resultados do Assaí aponta que a deflação no preço das commodities impactou as vendas “mesmas lojas”, que recuaram 0,9% no 3T23 (em relação ao 3T22), mas com “progressão de volumes ao longo do trimestre”.

“O desempenho trimestral foi impactado pela deflação alimentar, impulsionada principalmente por commodities agrícolas, e pelo efeito do fechamento dos hipermercados em 2022, que resultou em forte base de comparação”, justifica o Assaí, citando que o resultado foi melhor no último mês do terceiro trimestre.

Enquanto isso, o Ebitda ajustado do Assaí no pré-IRFS 16 chegou a R$ 911 milhões, com avanço anual de 21,9%, enquanto a margem Ebitda fora de 5,4%.

Nesse caso, o Assaí diz que a margem bruta e as despesas do Assaí permaneceram em patamares estáveis apesar do “cenário deflacionário em alimentos, alto volume de lojas em maturação e despesas pré-operacionais”.

A empresa se encontra no estágio final do seu projeto de conversões. Das 66 compradas pelo Assaí, 59 foram inauguradas até o momento.

O faturamento médio mensal é de R$ 25 milhões, cerca de 13% superior ao das lojas orgânicas maduras, que é de R$ 22 milhões.

Durante o 3T23, as lojas do Assaí tiveram 7 inaugurações, somando 52 novos estabelecimentos nos últimos 12 meses. Aproximadamente 20 lojas estavam em fase de obras ao final do trimestre, que devem ser inauguradas no quarto trimestre deste ano (4T23) ou em 2024.

(Com informações de Estadão Conteúdo)

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião