Agenda do Dia: Tim; Energisa; Direcional; Vale; PetroRio

Os assuntos da Agenda do Dia desta quinta-feira (8) prometem agitar o mercado.

A Agenda do Dia começa com a notícia sobre a Tim, que teve o pagamento de JCP aos acionistas aprovado pelo seu conselho de administração. Há também novas informações sobre a Vale, que deve ter R$ 2 bilhões em debêntures vendidos pelo BNDES.

Ademais, a Agenda do Dia também conta com informações sobre a PetroRio, que divulgou sua prévia operacional referente ao mês de setembro de 2020.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Principais assuntos na Agenda do Dia desta quinta

Confira abaixo as principais notícias de hoje, quinta-feira, dia 8 de outubro:

    • Tim aprova pagamento de R$ 500 milhões em JCP;
    • BNDES deve vender R$ 2 bi em debêntures da Vale;
    • BlackRock diminui participação na Energisa para 4,99%;
    • Direcional Engenharia elege diretor comercial;
    • PetroRio apresenta dados operacionais de setembro.

Tim aprova pagamento de R$ 500 milhões em JCP

A agenda do dia começa com a Tim (TIMP3), que informou na última quarta-feira (7) que seu conselho de administração aprovou a distribuição de R$ 500 milhões a título de Juros Sobre Capital Próprio (JCP), que equivalem a pouco mais que R$ 0,206 por ação.

De acordo com o comunicado, o pagamento está previsto para acontecer até o dia 30 de novembro. No dia 20 de outubro, as ações da TIM passarão a ser negociadas ‘ex-JCPs’.

Contudo, o documento aponta que “o valor bruto por ação poderá ser modificado em razão da alienação de ações em tesouraria para atender ao Plano de Incentivo de Longo Prazo da Companhia”.

BlackRock diminui participação na Energisa para 4,99%

A Energisa S.A (ENGI11) comunicou aos seus acionistas e ao mercado em geral, na última quarta-feira (7), que, na mesma data, recebeu correspondência da Black Rock Inc. (BlackRock), informando que, no dia 2 de outubro, as participações societárias detidas pela gestora alcançaram, de forma agregada, 52.896.624 ações preferenciais, representando cerca de 4,99% do total de ações preferenciais emitidas pela companhia do setor de energia elétrica.

Além disso, a companhia passou a deter 2.339.720 instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações preferenciais com liquidação financeira, representando aproximadamente 0,22% do total de ações preferenciais emitidas pela Energisa.

A BlackRock informou que a diminuição de sua participação na empresa não tem como finalidade a alteração da composição do controle ou da estrutura administrativa da Energisa, “servindo estritamente para fins de investimento”.

Direcional Engenharia elege diretor comercial

A agenda do dia também traz informações sobre a Direcional Engenharia (DIRR3), que informou aos seus acionistas e ao mercado em geral que, em reunião realizada pelo Conselho de Administração da companhia na última quarta-feira (7), o Sr. João Adriano Ponciano Nobre foi eleito para exercer a função de Diretor Comercial da empresa.

Dessa forma, a empresa informou que o Sr. Ricardo Ribeiro Valadares Gontijo, que vinha exercendo cumulativamente as funções de Diretor-Presidente e Diretor Comercial da Companhia, voltará a atuar somente como Diretor-Presidente.

A companhia informa ainda que, na mesma reunião, “o Conselho de Administração aprovou integralmente e sem ressalvas a política de privacidade e proteção de dados da Companhia apresentada pela Diretoria ao Conselho de Administração, em atendimento às exigências da Lei 13.709/2018 – Lei Geral de Proteção de Dados. Assim, a Política de Privacidade e Proteção de Dados da Direcional Engenharia S/A, que ficará arquivada na Sede da Companhia, passa a vigorar a partir da presente data”, acrescentou a Direcional.

BNDES deve vender R$ 2 bi em debêntures da Vale

Um executivo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) afirmou na última quarta-feira (7) que o banco espera concluir a venda de cerca de R$ 2 bilhões em debêntures da Vale (VALE3) até o início de 2021.

O BNDES comunicou no mês passado que contratou bancos para coordenar a operação com ativos da Vale, como parte de sua estratégia para se desfazer dos títulos detidos por seu braço direto de investimentos, BNDESPar, e se voltar principalmente para pequenas empresas e infraestrutura.

Além disso, o Governo Federal também irá se unir ao BNDESPar na venda das chamadas “debêntures participativas” da mineradora em uma oferta que poderia chegar a R$ 6 bilhões, conforme entrevista do diretor-gerente de privatizações, Leonardo Cabral, à agência “Reuters”.

PetroRio apresenta dados operacionais de setembro

Para finalizar a agenda do dia, a PetroRio (PRIO3) apresentou, na última quarta-feira (7), os seus dados operacionais prévios de setembro. A produção diária total foi de 32.938 barris de óleo equivalente por dia (boed). Este foi o maior volume mensal registrado neste ano.

As vendas durante o mês de setembro totalizaram 906.841 barris e a produção média diária do terceiro trimestre foi de 29.330 boed. “Os dados referem-se à participação de 70% do Campo de Frade. A PetroRio aguarda a conclusão da aquisição dos 30% restantes anunciada em 28 de novembro de 2019, para a incorporação deste volume na produção mensal da companhia”, destacou a PetroRio.

A Agenda do Dia do Suno Notícias mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião