Aeris (AERI3) estreia na B3 com alta de 13% em dia de IPO

Aeris (AERI3) estreia na B3 com alta de 13% em dia de IPO
Aeris (AERI3) vai emitir R$ 600 milhões em debêntures

A fabricante de pás para aerogeradores de energia eólica Aeris (AERI3) realizou sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) nesta quarta-feira (11). Em sua estreia na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), a empresa viu suas ações abrirem o pregão em alta de 12,97%, negociadas a R$ 6,27. Enquanto isso, por volta das 10h45, o Ibovespa operava em baixa de 0,79%.

Na última segunda-feira (9), a Aeris precificou seus papéis a R$ 5,50 cada, abaixo da faixa indicativa, que ficava entre R$ 6,50 a R$ 8,10. Assim, o IPO da companhia movimentou R$ 1,13 bilhão.

Do total, R$ 834,6 milhões são referentes à oferta primária, ou seja, quando os recursos levantados são direcionados para o caixa da empresa, e R$ 294,6 milhões correspondentes à oferta secundária, situação em que os recursos vão para o bolso dos antigos acionistas, após venderem parte de suas ações em uma oferta secundária.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

De acordo com o prospecto enviado pela empresa, que é uma das maiores fabricantes de pás para aerogeradores do mundo, à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a distribuição dos recursos será realizada da seguinte forma:

  • Modernização das duas fábricas e elevação da capacidade produtiva (Capex) – 42,11%
  • Capital de giro – 36,84%
  • Estrutura de capital – 21,05%

Histórico da Aeris

A companhia foi fundada em 2010 por um grupo de ex-executivos da Embraer (EMBR3). Logo no início das operações, eles projetaram a implementação de uma fábrica no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), no estado do Ceará.

O objetivo era usufruir dos benefícios logísticos de estar próximo ao Porto de Pecém e aproveitar o potencial de instalação de parques eólicos do Nordeste brasileiro. A região concentra mais de 50% do potencial eólico total do País.

A empresa possui uma área construída superior a 90 mil m² destinada à fabricação das pás, o que faz com que a empresa controle 69% do mercado brasileiro, de acordo com a Wood Mackenzie, grupo de consultoria especializada em avaliações de mercado do segmento de energia.

Segundo a consultoria, o market share da empresa no mercado global era de 1,4% no ano passado, passando para 4,3% neste ano.

 

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

O escopo de negócios da Aeris inclui desde o projeto, produção, instalação, venda e transporte de pás de turbinas, assim como a prestação de serviços de reparo, manutenção geral e suporte técnico para esses produtos. Para isso, é oferecido o plano Aeris Service.

Em 2019, a Aeris obteve uma receita líquida de R$ 834,25 milhões, um avanço de 28,9% sobre o registrado um ano antes. O lucro líquido, por sua vez, caiu 23,9% na mesma base comparativa, para R$ 88,74 milhões. O Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE) no ano passado foi de 50,94%.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião