Supply chain: saiba a importância dessa atividade para uma empresa

Gerir uma atividade produtiva com eficiência exige a integração adequada de todas as etapas envolvidas, bem como seu monitoramento contínuo. Dentre elas, uma das mais importantes, é o chamado supply chain.

O Supply chain é um termo que está diretamente conectado não só a área produtiva e operacional da empresa, mas também ao seu setor estratégico e financeiro.

O que é supply chain?

O supply chain, também conhecido como cadeia de suprimentos, consiste no conjunto de etapas e processos produtivos que vão desde a fabricação da matéria-prima até o recebimento do produto pelo consumidor.

Ou seja, na prática, o supply chain representa toda a sequência de produção que se inicia na compra dos insumos e matérias-primas, passando pelo seu transporte, estocagem, entrada no processo produtivo, embalagem, armazenamento, distribuição e venda para os clientes.

Adicionado a todas essas etapas, estão a infraestrutura física e de processos necessária para dar suporte às operações.

ANIVERSARIO SUNO 7 ANOS

Exemplo de supply chain

Um exemplo de supply chain é cadeia produtiva do setor de agronegócio: seleção de grãos, produtividade, armazenamento e distribuição. Isso tudo requer uma administração adequada, que possibilite otimizar ganhos e reduzir custos.

Portanto, o supply chain é um termo atrelado à produção não só industrial, mas também envolvendo as atividades econômicas de qualquer processo produtivo.

Como funciona o supply chain?

supply chain

Desde o fabricação até a entrega ao cliente, é necessário gerir uma série de processos. Disso dependerão a qualidade do produto e os custos de sua produção e venda.

Assim, alguns fatores decisivos na gestão da cadeia de suprimentos, são:

  1. Quantidade da produção;
  2. Despesas com a produção;
  3. Despesas com logística;
  4. Tributação e impostos.

Desta forma, esta cadeia de valor pode ser definida como uma cadeia de atividades integradas e contínuas, objetivando entregar o produto ao consumidor.

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

Supply Chain Management: a gestão da cadeia de suprimentos

Supply Chain Management (SCM), em português “Gestão de Cadeia de Suprimentos”, é a atividade de gerenciar toda o processo de logística de suprimentos e produção do negócio.

No SCM, todos os elementos da cadeia produtiva estão conectados, os quais cooperam de forma mútua para obter otimizações operacionais e na distribuição de produtos.

Assim, a administração da cadeia de suprimentos é realizada por meio do compartilhamento de processos, a partir do desenvolvimento da tecnologia.

Enfim, o SCM objetiva:

  • Diminuir custos: ou seja, aumentar a liquidez e os lucros e alimentar o fluxo de caixa. Por exemplo, menos estoques e menos fornecedores;
  • Aumentar vantagem competitiva.

O SCM é um conceito que valoriza as relações estratégicas entre organizações de diferentes setores do mercado, conectadas para adicionar valor à cadeia de produção. Elas dividem conhecimento e estratégias para benefício de todas as empresas integradas.]

Para entender melhor os efeitos de uma boa gestão de supply chain em uma empresa, acesse gratuitamente nosso minicurso sobre Valuation e Precificação de Ativos e entenda como essa atividade agrega valor econômico e eficiência para toda a empresa.

?UTM_SOURCE=SUNORESEARCH&UTM_MEDIUM=BANNER&UTM_CAMPAIGN=EBOOK_ACOES_TESTE.NS.20230320&UTM_CONTENT=TRACKING

Por que investir na gestão da cadeia de suprimentos é tão importante?

Uma cadeia de suprimentos mal gerida pode provocar:

  • Perda de vendas;
  • Aumento de custos;
  • Fortalecimento dos concorrentes;
  • Perda de valor da empresa e de seus produtos.

Assim, é necessário sempre gerir estrategicamente questões ligadas a estoque, transporte, armazenagem e fornecedores. Isso envolve estrutura organizacional, mão de obra, tecnologia e outros processos cronológicos e ordenados.

Por isso, a cadeia deve estar apta a se adequar a situações impostas por questões sazonais e pelo mercado. Assim, temos o marketing, que monitora, avalia e planifica as ações da empresa, com base em dados do mercado.

Logo, na gestão de supply chain, assim como de uma empresa em geral, é cada vez mais importante investir em melhorias constantes. Nesse cenário, ferramentas de inovação e Tecnologia da Informação (TI) podem ser empregadas para melhoras os resultados.

 

ACESSO RÁPIDO
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *