Acesso Rápido

    Radar do mercado: Rumo (RAIL3) comunica assinatura de contrato com a União para exploração do serviço público de transporte

    Na data de ontem (31), a Rumo S.A. comunicou, ao mercado em geral e aos seus acionistas, que, por meio de sua subsidiária, Rumo Malha Central S.A., celebrou com a União e com a VALEC – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., na qualidade de interveniente subconcedente o contrato de subconcessão para exploração do serviço público de transporte ferroviário de cargas associado à exploração da infraestrutura da malha ferroviária situada entre Nacional (TO) e Estrela d’Oeste (SP).

    Cabe ressaltar que o contrato foi firmado com a União por intermédio da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres.

    O valor da proposta econômica ofertada pela Rumo, em março de 2019, foi de R$ 2,719 bilhões, a serem pagos 5% em até 45 dias após a deliberação pela ANTT, e 95% será pago em 120 parcelas trimestrais, calculadas nos termos do contrato da subconcessão.

     

    A companhia venceu ao oferecer tal valor de outorga, contemplando um ágio de 100% sobre o valor mínimo de R$ 1,35 bilhão.

    O presidente Jair Bolsonaro, juntamente com os ministros Tarcisio Gomes de Freitas, Onyx Lorenzoni e Tereza Cristina, além do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, participaram da cerimônia da assinatura, no Porto Seco do Centro-Oeste, com os executivos da Rumo.

    A ferrovia conhecida como norte-sul, com extensão de 1.537 km, terá seu trecho concedido para operação pelo prazo de 30 anos e é considerada a espinha dorsal do sistema de transporte ferroviário brasileiro.

    O trajeto concedido se conectará a outras ferrovias, já operadas pela empresa, que cortam o Estado de São Paulo até o Porto de Santos. A expectativa da Rumo é que a ferrovia comece a operar até o final do ano, quando terminam suas obras.

    Ainda de acordo com a empresa, 95% das obras estão concluídas e, pelas regras contratuais, a Rumo terá até o fim de 2021 para a conclusão das obras e das operações.

    A Rumo S.A. é a empresa resultante da fusão entre a Rumo Logística e ALL – América Latina Logística, concluída em 2016. A companhia atualmente oferece os serviços logísticos de transporte ferroviário, elevação portuária e armazenagem.

    Sua principal área de atuação se estende sobre os estados de Mato Grosso e São Paulo, bem como estados da região Sul do Brasil, onde estão quatro dos portos mais ativos do país, pelos quais a maior parte da produção de grãos é exportada.

    A empresa possui e opera uma grande base de ativos, incluindo uma rede ferroviária que consiste em quatro concessões com aproximadamente 12.000 km de linhas, 1.000 locomotivas e 25.000 vagões.

    Listada em bolsa desde 2017, no nível mais alto de governança corporativa, a empresa apresenta seu capital social tal como mostrado na tabela a seguir.

    Acreditamos que o contrato fechado permitirá à companhia expandir os seus negócios, com atendimento em uma área em que já possui expertise.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    5 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Moacyr Nunes Brum 1 de agosto de 2019

      Excelente noticia Thiago Reis, podemos esperar um inicio de valorização das ações a partir quando.

      Responder
      • jlanio 1 de agosto de 2019

        Estou ansioso pela desvalorização.

        Responder
    • Fabio 1 de agosto de 2019

      Caixa de 958mi e Divida de 9,6bi? To fora por enquanto

      Responder
    • Antônio Druzo Rocha Neto 1 de agosto de 2019

      Sou de Goiás e a muito tempo que essa ferrovia é esperada, mas, pelos balanços dessa empresa indica que será mais uma outra chupa cabra desse “empreendimento” sem fim do Governo.

      Responder
    • Julio 1 de agosto de 2019

      De R$ 7,00 Rumo aos R$ 30,00.

      Responder