Acesso Rápido

    GENB11: entenda o que é e como funciona esse ETF

    GENB11: entenda o que é e como funciona esse ETF

    Quem deseja investir no mercado financeiro é importante conhecer as diversas modalidades de investimentos disponíveis como Ações, Renda Fixa, FII´s, BDR´s e ETF´s. Dentre os etfs existe o GENB11.

    Sendo assim, quando alguém deseja adquirir um ETF (fundo de índice) como o GENB11, pode fazer isso de maneira simples e prática através de uma corretora de valores.

    O que é o GENB11?

    O GENB11 é um ETF que replica o índice S&P/B3 Ingenius cujo propósito é medir a performance das empresas internacionais de alto crescimento que pertencem à indústria inovadora do GICS que sejam negociadas na B3 através de BDR´s.

    O índice adota como fator de ponderação a alta pontuação de crescimento e capitalização das organizações, sendo que a metodologia é própria da S&P e licenciada com exclusividade para o ETF GENB11.

    Como funciona esse ETF?

    O ETF GENB11 é gerido pelo BTG Pactual e a sua taxa de administração é de 0,25% ao ano. A sua negociação na B3 começou no dia 26 de julho de 2021, sendo que ele possui um rebalanceamento anual.

    O valor mínimo da sua aplicação é de R$ 100 podendo ser adquirido por qualquer corretora de valores que opere na B3.

    A composição do GENB11 é dada através de ações classificadas na categoria de subindústrias inovadoras do GICS. Essas ações precisam ser negociadas na Bolsa de Nova York ou Nasdaq e ser cotadas na B3 como BDR´s.

    A pontuação de crescimento das empresas que fazem parte do GENB11 deve ser igual ou superior a 0,6 pelo índice S&P Global BMI Growth. Além disso, a capitalização ajustada pelo free float precisa ser igual ou superior a US$ 50 bilhões.

    Sendo assim, as 15 primeiras ações serão selecionadas para fazer parte do índice, sendo que o critério será a ponderação da pontuação ajustada pelo risco, respeitando o limite de peso máximo de 20% por ação.

    O GENB11 foi criado no dia 26 de julho de 2021, por essa razão não possui um histórico muito longo, sendo que o seu desempenho até o dia 16 de agosto de 2021 estava positivo em 0,88%.

    Vantagens e desvantagens do GENB11

    Uma das principais vantagens do GENB11 é a possibilidade de o investidor diversificar a sua carteira de investimento sem correr o risco de concentração. Além disso, ele permite o acesso a vários mercados e classes de ativos.

    Ademais, as ETF´s costumam ser fáceis de negociar, e a taxa de administração é mais baixa do que a taxa de fundos ativos. Pelo fato de a cesta de ativos ser divulgada diariamente, essa é uma opção bastante transparente de investimento.

    Uma das principais desvantagens da GENB11 é a falta da análise fundamentalista no momento de investir, uma vez que por se tratar de um fundo, o investidor não pode escolher os ativos que deseja, pois eles seguem o índice escolhido.

    Além disso, pelo fato de ter uma gestão passiva, também não é possível escolher as ações que irão compor o índice, e nem sempre o investidor terá as ações que deseja.

    Vale a pena investir no GENB11?

    Para investidores iniciantes que desejam diversificar a sua carteira de investimentos de forma prática e com pouco custo, essa pode ser uma alternativa interessante, uma vez que o ETF é fácil de negociar e possui liquidez.

    No entanto, a falta de análise fundamentalista acaba trazendo também alguns ativos que não possuem tanta qualidade e que nem sempre são desejados pelo investidor.

    Nesse sentido, antes de investir é essencial fazer uma pesquisa mais aprofundada sobre o ativo, além de definir seus objetivos e avaliar os riscos.

    Foi possível entender o que é o GENB11? Então deixe o seu comentário, a sua sugestão e compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *