Fontes de renda: saiba o que é, e como obter renda extra

Uma das principais formas para obter segurança financeira é não se prender a uma única fonte de renda. Geralmente, a melhor forma de obter rendas alternativas ao trabalho é investir em empresas ou fundos imobiliários pagadores de dividendos.

Não ter fonte de renda secundária é um descuido que afeta muitas pessoas, principalmente as que não se planejam.

O que é fonte de renda?

Fonte de renda pode ser considerada as maneiras que as pessoas têm de conseguir dinheiro. Geralmente, a grande fonte de renda primária é o trabalho. Muitas vezes, a renda pode ser complementada por investimentos que possuam um bom retorno financeiro.

De certo modo, a renda é proveniente ou da venda da sua força tarefa em troca de uma remuneração, ou da aplicação financeira do seu capital.

Sendo assim, todas as fontes de rendimento derivam dessas duas vertentes, sendo que a renda advinda da força tarefa pode ser tanto principal, que é o seu emprego, quanto de renda extra, que é quando fazemos “bicos” para ter mais dinheiro.

Já a renda proveniente da aplicação financeira pode ser através de vários tipos de ativos como ações, fundos de investimento, fundos imobiliários, papéis de renda fixa e até títulos do Tesouro Direto.

Em resumo, a renda advinda da força tarefa é conhecida como renda ativa, já a renda proveniente da aplicação de capital é conhecida como renda passiva.

A Suno pode ajudar quem busca renda passiva por meio de nossas indicações de ações e fundos imobiliários. Conheça nossos produtos!

ANIVERSARIO SUNO 7 ANOS

Qual a diferença entre fonte de renda ativa e passiva?

Quando falamos sobre fonte de renda, precisamos considerar que ela pode ser ativa ou passiva.

Consideramos uma fonte de renda ativa aquela cujo rendimento vem a partir do trabalho.

Nela se enquadram os salários e as bonificações de um emprego CLT. Aquelas que constam no holerite.

Também o lucro com eventuais causas trabalhistas e as atividades autônomas feitas em paralelo, como as consultorias.

Já a fonte de renda passiva é aquela que proporciona rendimentos sem que haja a necessidade de executar tarefas que resultem em um pagamento.

Nessa categoria se enquadram os resultados dos investimentos, por exemplo. O mesmo vale para os valores oriundos de aluguéis.

Quais são os tipos de fonte de renda?

Existem basicamente dois tipos de fonte de renda: a renda ativa e a renda passiva. Cada uma delas possui diversas vertentes. No caso da renda ativa ela pode ser:

  • Salários;
  • Comissões;
  • Pró-labore;
  • Bolsa de estudo;
  • Day trade e swing trade;
  • Lucros sobre vendas de produtos.

Já a renda passiva é quando você faz uma aplicação financeira, e consegue por meio dela obter uma rentabilidade, podendo ela ser proveniente de:

  • aluguel de imóveis;
  • juros sobre aplicação financeira;
  • direitos autorais, royalties e patentes;
  • dividendos;
  • aposentadoria;
  • anúncios.

Como aumentar a fonte de renda?

Mesmo que desejem trabalhar durante a vida toda, obter uma fonte de renda que garanta a idenpendência financeira é o objetivo de boa parte das pessoas.

Isso até mesmo para que se possa escolher com o que trabalhar.

Então, algumas medidas podem ser tomadas em prol deste objetivo:

1- Investir em ações de dividendos

Ao aplicar o seu dinheiro em ações, o investidor o coloca para trabalhar por si, com uma liquidez interessante e riscos controlados.

Em longo prazo, os rendimentos de ações proporcionarão tanto um aumento de capital quanto maior segurança financeira.

Uma boa estratégia para quem não tem grandes volumes de dinheiro para aplicar em um primeiro momentos é fazer aportes mensais ao longo do tempo.

Na verdade, essa é a melhor tática para atingir os objetivos financeiros no longo prazo.

Para calcular quando você vai se aposentar com seus investimentos mensais, use a planilha feita pela Suno para isso.

2- Investir em fundos imobiliários

Outra boa opção pode ser aplicar seu dinheiro em fundos imobiliários.

Estes também são uma boa opção a longo prazo e os seus rendimentos costumam superar o Ibovespa.

O que quer dizer que é possível ter uma rentabilidade excelente com este investimento.

Além disso, os FIIs pagam dividendos mensais, além de serem isentos de imposto de renda.

ANIVERSARIO SUNO 7 ANOS

3- Aplicar na renda fixa

Diversificar os seus investimentos também é uma forma de gerar renda extra. Para isso, é possível aliar os investimentos já existentes com aplicações em LCI, LCA, CDB ou mesmo Tesouro Direto.

Mas é importante ter em mente que esta é uma opção de diversificação dos seus investimentos. Por isso, a ideia é aliá-lo a outras opções mais rentáveis, como as ações ou os fundos imobiliários, como já citado.

Como aumentar as fontes de renda ativa?

Como a renda ativa depende da venda da sua força de trabalho, para aumentar a sua renda ativa é preciso dedicar tempo em seus momentos de descanso para isso.

O avanço da tecnologia permitiu que diversos tipos de trabalho pudessem ser feitos dentro de casa, criando a possibilidade de ter mais renda extra. Vamos citar alguns exemplos.

Redator de conteúdo

Com o crescimento dos blogs, muita gente procura por artigos em plataformas como 99Freelas e Workana. Isso abriu uma grande possibilidade de fazer renda extra.

Quem tem facilidade com a escrita e gosta de escrever nos momentos vagos, essa pode ser uma das fontes alternativas de renda.

Vendas de produtos pela internet

Se antigamente comercializar produtos e infoprodutos pela internet era algo caro, hoje em dia isso mudou. É muito fácil comercializar produtos pela internet.

Isso pode ser feito tanto por meio das redes sociais, como através de plataformas de afiliados, como Hotmart e Monetizze, por exemplo.

Seja um trabalho manual, ou algum produto que você tenha contato e queira revender, é possível fazer isso nos momentos vagos do seu dia.

Seja um afiliado

Por fim, uma outra maneira de fazer renda ativa é se cadastrando nas plataformas de afiliados e escolhendo produtos para você representar.

Quando alguém compra um determinado produto pelo seu link, você ganha uma comissão. Portanto, quanto mais você vender, mais irá ganhar.

Essa também é uma maneira muito interessante de conseguir uma renda extra usando a sua força de trabalho, sem a necessidade de ter um capital inicial.

Embora existam diversas formas de fontes de renda relacionadas a investimento, pela ordem, essas costumam ser as melhores.

perguntas frequentes sobre fonte de renda
O que é fonte de renda?

Fonte de renda é uma forma que uma pessoa tem de ganhar dinheiro. Há basicamente dois tipos de fonte de renda: ativa e passiva, sendo que a principal é a fonte ativa, na qual uma pessoa ganha dinheiro pelo seu trabalho.

Qual a diferença entre fonte de renda ativa e passiva?

A fonte de renda ativa consiste na venda da força tarefa, seja ela no trabalho principal ou em horas extras. Já a renda passiva é proveniente de uma aplicação financeira. Ou seja, é uma rentabilidade conquistada sobre um valor aplicado.

Como aumentar a fonte de renda?

Para aumentar a fonte de renda há alguns caminhos: trocando de emprego, trabalhando nas horas extras, ou juntando dinheiro e aplicando ele em ativos que em troca ofereçam uma determinada rentabilidade.

ACESSO RÁPIDO
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    3 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Raposagames9caudas 17 de dezembro de 2019
      Muito bom Está de parabénsResponder
    • Joel Chamona Lunga Freitas Costa 22 de janeiro de 2022
      gostei do conteúdo vou começar a investir mais a partir de agora muito obrigado pelo conhecimento financeiroResponder
    • […] é preciso ir com calma e, principalmente, não abandonar nenhuma fonte de renda segura para sair se […]Responder