Acesso Rápido

    Buy and hold: uma estratégia simples e eficaz de ser seguida

    Buy and hold: uma estratégia simples e eficaz de ser seguida

    Quando se pensa em investimentos com base na análise fundamentalista logo vem à mente a estratégia do Buy and Hold.

    Existe uma série de motivos que tornam essa estratégia – Buy and Hold – vantajosa no longo prazo, porém é importante enteder como ela funciona.

    O que é Buy and Hold?

    De modo geral, o Buy and Hold é o ato de comprar um ativo e “segurá-lo” para o longo prazo, de forma a se beneficiar com os rendimentos e valorizações que o papel apresentará no futuro.

    Existe certa incompreensão quanto à filosofia buy and hold, e ele reside justamente na simplificação do “hold” (que significa segurar) de modo a fazer confundir o conceito com o “forget” (que significa esquecer). Traduzindo para o português, este conceito pode ser entendido como o ato de comprar e segurar.

    O conceito correto para essa filosofia de investimentos é o de comprar as melhores empresas e segurá-las por um período indeterminado, enquanto elas ainda continuam a ser de altíssima qualidade.

    Dessa forma, não é recomendado segurar um ativo quando ele não apresenta mais a qualidade operacional que o fez ser escolhido para investir.

    Um deles é a economia com custos de transação (corretagens, emolumentos, impostos, etc), pois, quanto menos operações um investidor realizar, menor será o gasto desnecessário com essas transações.

    Quais são as principais características do Buy and Hold?

    Primeiramente, o Buy and Hold (comprar e segurar), como o próprio nome já diz, tem como principal característica o investimento a longo prazo.

    Isso porque o investidor analisa o mercado, detecta as empresas com perspectiva de crescimento e compra as ações. 

    Após isto, em um segundo momento, caso tudo corra bem, o investimento será valorizado e o investidor poderá vender a ação com preço superior ao comprado, dessa forma gerando lucro.

    No entanto, a intenção é segurar as empresas pelo máximo de tempo possível – ou ainda, nunca vendê-las.

    Além desta situação favorável de venda quando o investimento entregou a valorização desejada, também existe a venda na situação contrária.

    Ou seja: nesta situação oposta, o investidor vende quando há uma perda de fundamentos e o investimento deixa de ser válido.

    Por fim, ainda é possível receber os proventos dessas empresas, tanto na forma de dividendos quanto na forma de juros sob capital próprio.

    Quais as vantagens e desvantagens do Buy and Hold?

    Para começar com as vantagens, é possível dizer que os custos de operações das ações são uma das maiores vantagens.

    Continuando, outro ponto positivo do Buy and Hold se dá no fato de não precisar se preocupar com os movimentos a curto prazo, como em casos excepcionais de desastres, greves, etc. Estes tipos de eventos não afetam os fundamentos da companhia.

    Por fim, o recebimento de dividendos representa uma fonte de renda passiva e, se forem reinvestidos, pode-se contar ainda mais com os juros compostos.

    De outro modo, agora tratando das desvantagens, pode-se citar que é necessário bastante paciência e pensar no lucro a longo prazo. Normalmente os investidores que são iniciantes tendem a querer um lucro imediato, e isso afeta na estratégia de Buy and Hold.

    Ainda como desvantagem, é possível podemos colocar a falta de garantias. Um investimento que parece ser bastante promissor hoje, pode ser muito diferente no futuro.

    Sendo assim, quando for aplicar a estratégia, é preciso analisar muito bem o mercado e monitorar as organizações para saber como investir de forma segura e fazer uma boa diversificação dos seus ativos.

    Vale a pena aplicar a estratégia do Buy and Hold?

    Um dos motivos pelos quais muitos são adeptos dessa estratégia é por conta dos ciclos que o mercado de capitais oferece de tempos em tempos.

    Assim, saber navegar e aproveitar das altas e baixas do mercado é um feito para poucos, como o grande investidor Warren Buffett, por exemplo.

    De fato: é necessário que o investidor tenha uma capacidade muito grande de controle emocional e pensamento independente para ter coragem de remar contra a correnteza do mercado.

    Então, é justamente por isso que essa é uma forma simples e eficaz de investimento, trazendo uma abordagem mais pacífica para investir.

    Como fazer Buy and Hold?

    A modalidade Buy and Hold pode parecer bem simples no começo, mas, como foi falado, exige bastante estudo e conhecimento do mercado.

    Antes de tudo, um conselho importante para os iniciantes é investir nas empresas ou fundos imobiliários, de altíssima qualidade. Também procure empresas com bom histórico de gestão e governança corporativa.

    Primeiramente, o investidor deve se atentar aos resultados apresentados pelas empresas e analisar onde deverá investir.

    Além disso, não se pode esquecer também de fazer estudos sobre as perspectivas da empresa, performance de gestão, investimentos em tecnologias e outras áreas, e tudo mais que pode resultar no desenvolvimento do negócio.

    Além disso, diversificar a carteira dos seus investimentos também é uma dica valiosa para quem pretende praticar esta estratégia

    Por último, vale a pena considerar indicadores como o dividend yield e o retorno sobre o capital investido (ROIC).

    Você ainda tem dúvidas sobre como fazer a técnica do Buy and Hold? Comente abaixo para que possamos te ajudar.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Gilberto Rodrigues Souto 26 de abril de 2020

      Boa Noite , gostaria de saber mais sobre o buy and hold, e principalmente como investir ,se precisa ser através de uma corretora e quais os passos…Obrigado.

      Responder
      • Suno Research 27 de abril de 2020

        Olá, Gilberto
        Recomendo o curso de value investing da Suno!
        Lá você aprenderá muito a respeito dos fundamentos do buy & hold.
        Abraços

        Responder