V.Tal, ex-subsidiária da Oi (OIBR3), ingressa na autoprodução de energia em Minas e Pernambuco

A ex-subsidiária de fibra ótica da Oi (OIBR3), V.tal, anunciou sua entrada no setor de autoprodução de energia. Para esta nova etapa, a operadora de infraestrutura conta com a parceria de duas empresas do ramo, Atlas e Atiaia, presentes em Minas Gerais e Pernambuco.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-3.png

O objetivo da companhia ex-subsidiária da Oi, que atualmente está sob controle majoritário do BTG Pactual junto com demais fundos que possuem 83% da empresa, é fornecer energia para sua própria operação.

A ampliação passou pela aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para as duas iniciativas. O “sinal verde” do órgão foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) na segunda-feira (20).

Com as operações, a “V.tal passará a atuar no mercado de energia”, diz a Superintendência Geral (SG) do Cade.

“A entrada da V.tal no segmento de autoprodução de energia, através de parcerias em Minas Gerais e Pernambuco, revela uma estratégia clara de diversificação e redução de custos operacionais”, comenta o gestor CGA e sócio da Ipê Avaliações, Leandro Botelho.

Para o especialistas, o movimento garante uma fonte de energia sustentável e mais previsível, e é um reflexo do compromisso da companhia com práticas ESG, essencial para atrair investidores e melhorar a imagem no mercado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Como a expansão da V.Tal pode influenciar na Oi (OIBR3)?

Para a OIBR3, com participação de 17% na V.tal, esses projetos podem representar uma importante sinergia, de acordo com Botelho.

“A redução de custos energéticos e a valorização da marca em práticas sustentáveis tendem a fortalecer a posição financeira e competitiva da Oi, melhorando sua resiliência em um mercado altamente competitivo e regulado”, completa o gestor.

Segundo o comunicado da V.Tal, a empresa deverá constituir junto com a holding Atlas Brasil Energia, nove consórcios para viabilizar um projeto de autoprodução e futura exploração compartilhada em um complexo fotovoltaico nos municípios de Arinos (MG) e Buritizeiro (MG).

A Atlas é controlada pelo fundo de investimento GIP Helios.

Em Pernambuco, a V.tal firmará dois consórcios com a Atiaia Energia no complexo fotovoltaico dos municípios de Tacaimbó (PE) e São Caetano (PE).

A Atiaia faz parte do tradicional Grupo Cornélio Brennand (GCB), presente nos setores de geração e comercialização de energia renovável, fabricação de vidros planos, fabricação de cimentos e desenvolvimento imobiliário.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Camila Paim

Compartilhe sua opinião