Vibra Energia (VBBR3) encerra parceria com a Americanas (AMER3) em lojas de conveniência; varejista se surpreende com atitude

A Vibra (VBBR3) informou na segunda (23) que seu Conselho de Administração notificou a Americanas (AMER3) sobre o encerramento imediato da joint venture formada entre as duas empresas para exploração de lojas de pequeno varejo, dentro e fora de postos de combustível, por meio das redes Local e BR Mania. A varejista disse que está surpresa com a atitude da agora ex-parceira.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Na parceria, a Vibra detém 50% do capital social da Vem Conveniência, com os outros 50% das Americanas.

No Fato Relevante divulgado ao mercado, a Vibra explica por que o Conselho de Administração decidiu encerrar a parceria com a Americanas sobre as lojas de conveniência: “À luz dos recentes acontecimentos envolvendo a Americanas, que podem constituir alterações em premissas basilares que conduziram à celebração da parceria, com potenciais impactos à Vem Conveniência, a companhia informa que, por determinação do seu Conselho de Administração, notificou a Americanas para imediato encerramento da parceria, tendo iniciado os trâmites e procedimentos necessários para seu desfazimento.”

A Americanas comunicou, no último dia 11 de janeiro, que descobriu um rombo de R$ 20 bilhões em suas contas. Em meio à crise, com dívidas de mais de R$ 43 bi, a varejista pediu recuperação judicial – aceita pela Justiça.

Diz ainda a Vibra: “O procedimento de desfazimento já estava estabelecido nos instrumentos da parceria, e busca, em resumo, o retorno dos negócios (Local e BR Mania) para os respectivos sócios originais, com a previsão de que a empresa Vem Conveniência seguirá com a companhia.”

Em relatório publicado em 15 de janeiro, a XP especulava que a Americanas teria de vender ativos – e mencionava a parceria com a Vibra sobre as lojas de conveniência.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Lojas Local: parceria desfeita, negócio voltará para sócios

Parceria com a Vibra foi anunciada em fevereiro de 2022

A parceria entre as duas companhias foi acertada e comunicada ao mercado em 1º de fevereiro do ano passado. A Vem Conveniência teria uma estrutura de gestão e governança corporativa própria.

De acordo com o fato relevante, divulgado pelas duas companhias, a Vem Conveniência contava com 55 lojas de pequeno varejo fora de postos de combustíveis, com operação própria, e aproximadamente 1,2 mil de pequeno varejo em postos, operadas por franqueados.

A marca da BR Mania é mantida nas lojas dos postos de combustíveis, enquanto as lojas fora dos postos utilizam a marca local. A criação da joint venture previa tanto lojas franqueadas como as de operação própria.

“A parceria visava oferecer uma nova proposta de valor a consumidores, franqueados e atendentes de lojas, contando com o somatório de forças da Vibra e da Americanas, que compreende ampla experiência de varejo no mercado brasileiro, uma rede de pontos de venda com capilaridade nacional, escala e estrutura de suprimentos e logística, tecnologia e atuação no varejo digital e representa um importante passo para a expansão no mercado de lojas de pequeno varejo no Brasil”, informavam as companhias naquele documento.

As lojas Local e BR Mania ficarão com seus sócios originais. A Vem Conveniência vai continuar com a Vibra. As operações das lojas vão seguir em funcionamento.

“A companhia ressalta a importância da conveniência em seus negócios e reafirma seu compromisso com seus franqueados e sua rede de revenda de continuar trabalhando para trazer as melhores soluções para esse negócio. A operação das lojas BR Mania seguirá seu curso normal”, conclui a Vibra.

Americanas se surpreende com atitude

Em fato relevante divulgado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na terça (24), a Americanas afirma que recebeu a notificação sobre o fim da joint venture “com surpresa, sem que tivesse havido qualquer manifestação anterior ou qualquer comunicação prévia”.

“A administração da companhia está avaliando os termos da notificação junto a seus assessores legais para resguardar o interesse da Americanas”, complementa a varejista sobre a decisão da Vibra.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Marco Antônio Lopes

Compartilhe sua opinião