Via (VIIA3) emitirá R$ 1 bilhão em debêntures para alongar dívida e reforçar caixa

Via (VIIA3) emitirá R$ 1 bilhão em debêntures para alongar dívida e reforçar caixa
Via. Foto: Divulgação

A Via (VIIA3), antiga Via Varejo, emitirá R$ 1 bilhão em debêntures com vencimento de três a sete anos para reforçar o caixa e alongar o perfil da dívida.

A emissão foi anunciada ao mercado neste domingo (12) após reunião do conselho de administração da Via. Os investidores pessoa física não terão acesso às debêntures na emissão, que estará disponível apenas aos investidores institucionais em uma oferta restrita.

A empresa distribuirá o montante de R$ 1 bilhão em três séries de debêntures, com prazos e taxas de juros diferentes.

  • Primeira série: remuneração de até DI+1,50% ao ano, com vencimento de três anos. Amortização em parcela única no vencimento
  • Segunda série: remuneração de até DI+1,70% ano ano, com vencimento em cinco anos. Amortização em duas parcelas, em 2025 e no vencimento.
  • Terceira série: remuneração de até DI+1,90% ano ano, com vencimento em sete anos. Amortização em duas parcelas, em 2027 e no vencimento


O valor final dos juros remuneratórios será definido em processo de bookbuilding, que será realizado entre os representantes das empresas e os investidores.

A Via não definiu um valor mínimo e máximo que será alocado por série. Durante as negociações com os potenciais compradores das debêntures, a empresa irá alocar os valores pelas séries, respeitando o valor máximo de R$ 1 bilhão, divididos em 1 milhão de papéis a R$ 1.000 cada.

Segundo fato relevante publicado pela varejista, a Standard & Poor’s será a agência de rating contratada para classificação de risco da oferta e pelo relatório de rating anual.

A data de subscrição das debêntures da Via não foi definida pelo conselho e poderá ocorrer em até 24 meses.

Ultima cotação da Via

As ações da Via fecharam a sexta-feira (12) em queda de 5,05% aos R$ 9,02, o menor valor desde maio de 2020.

Cotação da Via (VIIA3)
Cotação da Via (VIIA3)

No pico registrado em julho do ano passado, a ação VIIA3 da Via superou os R$ 20. Desde então, os ativos recuaram 55%.

Redação Suno

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se