Via (VIIA3): Ativa recomenda compra, com valorização de 74% no preço-alvo

Via (VIIA3): Ativa recomenda compra, com valorização de 74% no preço-alvo
Centro de distribuição da Via Varejo. Foto: Divulgação Via

Para a Ativa Investimentos, a Via (VIIA3) está passando por um processo de turnaround, no qual a varejista está reestruturando seu negócio para aumentar seu valor e voltar para o caminho certo. É isso que diz o último relatório de recomendação da corretora, divulgado na segunda-feira (30).

“Destacamos o robusto desempenho dos canais digitais da Via nos últimos trimestres, que, a despeito dos desafios a serem enfrentados no ambiente competitivo do e-commerce, posicionam a companhia para capturar um novo ciclo de crescimento”, diz a Ativa.

A corretora acredita que a varejista está em posição de destaque no varejo físico e ampliando sua participação no canal digital, onde ainda está atrás dos concorrentes. Por isso “acreditamos que a companhia deve começar a operar com múltiplos menos descontados, nos levando a reiterar nossa recomendação de compra“, diz relatório.

A recomendação de compra considera um preço-alvo de R$ 18,70, com potencial de valorização dos papéis em 73,8%, considerando a cotação da Via de R$ 10,76, no fechamento de segunda-feira (30).

“Nosso preço-alvo atualizado reflete o crescimento de GMV digital menos acentuado da Via em relação a seus pares no 2T21.”

Recomendação de compra da Ativa para a Via (VIIA3)
Foto: relatório da Ativa

Pontos fortes da Via pela Ativa

A Ativa destaca que, na parte da digitalização e da omnicanalidade, a estratégia de abertura de lojas físicas pela Via é um ponto positivo, já que elas funcionam como hubs de distribuição em novas regiões. Com isso, a varejista deve conseguir ampliar e monetizar seu negócio cada vez mais.

Outros pontos de crescimento que estão sendo trabalhados pela Via são:

  • gestão do modelo 3P (processo de produção do produto),
  • aumento no número de sellers,
  • SKUs (Unidades de Manutenção de Estoque, na sigla em inglês),
  • categorias de produtos, e
  • melhor nível de serviço dentro da sua plataforma e fora dela – através de seu
    braço logístico.

“Ademais, vemos a companhia – através de seu braço financeiro – capaz de atingir e surfar um grande mercado
de pessoas desbancarizadas fora das grandes metrópoles”, diz relatório. A Ativa vê a possibilidade de criação de um ecossistema financeiro pela Via ao redor dos sellers do marketplace.

Última cotação

No fechamento das operações de segunda-feira (30), a cotação da Via fechou em queda de 0,74%, com as ações VIIA3 valendo R$ 10,76 – valor de referência usado pela Ativa.

Nos últimos 12 meses, a Via acumula uma desvalorização de 47,44% no valor das suas ações, sendo a máxima do período R$ 20,76 e a mínima R$ 10,19.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!