Via (VVAR3) planeja ser ‘hub’ de logística para empresas

A Via (VVAR3) — antiga Via Varejo — planeja ser o ‘hub’ de logística para vendedores de marketplaces concorrentes. A dona da Casas Bahia e Ponto — antes Ponto Frio — irá lançar no quarto trimestre um pacote de logística com serviços de coleta, armazenagem e entrega de mercadorias para vendedores online. A informação foi divulgada pelo jornal Valor Econômico.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

A companhia irá oferecer o serviço completo: desde a consulta no ponto de vendas até a entrega de um produto ao cliente, conhecido como fulfillment. A ideia é tornar um negócio autônomo, ou seja, lojistas que utilizam plataformas concorrentes, como Amazon e Mercado Livre, poderão utilizar os serviços de logística da Via.

A varejista está investindo em centros de distribuição (CD) para armazenar itens mais pesados como refrigeradores e fogões dos vendedores online. Hoje já existe um centro em Jundiaí (SP) e em outubro será aberto outro em Extrema (MG).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-4.png

Os lojistas podem vender seus produtos em qualquer site e fechar o fulfillment com a Via. Dessa forma, os lojistas podem deixar os produtos estocados nas centrais e a companhia faz todo o processo de entrega, com isso a empresa recebe percentual sobre a venda. Segundo o jornal, a taxa varia de 13,5% a 16% mas no atual momento a Via aplicou isenções temporárias para atrair vendedores.

Outra opção é a empresa incluir na hora de cotar a entrega, a opção de distribuição de itens pesados pela Via. O serviço de envio de pesados é complexo e caro, segundo a companhia, e por esse motivo não há muito desse serviço no mercado.

“Queremos ser o ‘hub’ de logística das empresas. São 27 centros de distribuição no país, temos estrutura já montada para isso. Um dos nossos fortes é a logística de pesados, e vamos oferecer isso ao ‘seller‘ e a outras companhias. Essa distribuição no país é cara e escassa e nós temos como atender”, disse o diretor-executivo de logística, Fernando Gasparini ao jornal.

A ideia é iniciar no quarto trimestre devido aos movimentos de alto tráfego, como Black Friday e Natal, no entanto, o modelo deve ser estruturado mesmo no começo de 2022.

Última cotação da Via

Na última sessão, segunda-feira (28), a Via encerrou o pregão em alta de 1,97%, negociada a R$ 16,03.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião