Via (VIIA3) atinge 100 mil vendedores no marketplace e empata com Magazine Luiza (MGLU3) e Americanas (AMER3)

Via (VIIA3) atinge 100 mil vendedores no marketplace e empata com Magazine Luiza (MGLU3) e Americanas (AMER3)
Via. Foto: Divulgação

Em nove meses, o marketplace da Via (VIIA3) subiu de 10 mil sellers (vendedores) para a marca 100 mil, anunciada nesta terça-feira (21) pela varejista, por meio do fato relevante. Com isso, a Via empata com suas principais concorrentes: Magazine Luiza (MGLU3) e B2W, agora Americanas (AMER3).

Em documento, a Via diz que a escalada de vendedores aconteceu em tempo recorde no mercado brasileiro. Anteriormente, a estimativa da varejista era de chegar a 90 mil sellers até o fim de 2021. Com a acelerada, o mercado prevê que a dona das Casas Bahia chegue a 120 mil vendedores no seu marketplace até o final deste ano.

A Via também destaca o aumento das suas unidades de estoque em fato relevante. “A evolução do número de SKUs (Stock Keeping Unit ou Unidade de Manutenção de Estoque, em português) também segue de forma exponencial: de 3 milhões no início do ano para 33 milhões em setembro”, diz a varejista.

Na guerra entre as grandes varejistas do Brasil, cada uma ressalta o seu ponto forte. Com o empate no número de sellers no marketplace, o campo de batalha muda para a qualidade do serviço prestado.

Na divulgação do Magazine Luiza sobre os seus 100 mil sellers, há três dias (18/09), o diretor de marketplace da companhia, Leandro Soares, destacou que todos os seus vendedores emitem nota fiscal.

O Magalu deixa claro que poderia ter mais lojistas, mas não o tem pelo processo minucioso de certificação da legalidade de todos eles. O processo passa por confirmação de CNPJ, registro da venda de produtos, entre outras peneiras como uma empresa terceirizada para escanear os anúncios.

Via expande serviços para o marketplace

Já a Via vai trabalhar os seus serviços de crédito e treinamento para os vendedores. Em fato relevante, a varejista afirma que até o final de 2021, os seguintes serviços estarão disponíveis no marketplace:

  • oferta de crédito para os sellers e os clientes do sellers,
  • receita de serviço de publicidade, e
  • treinamento específico para os sellers (Academia Via).

A empresa afirma que, com o aumento no número de vendedores e das unidades de estoque, eles posicionam o marketplace da Via para disputar a liderança de mercado.

“Adicionalmente, nosso marketplace será turbinado pela oferta de serviços de crédito e soluções financeiras que só a Via tem, retroalimentando nosso ecossistema, gerando maior recorrência, fidelização dos clientes e aumento do LTV”, diz documento.

Última cotação

Depois de perder 6,86% no pregão de segunda-feira (20), a cotação da Via opera em alta nesta terça no Ibovespa. Às 10h31 as ações da Via subiam 4,18%, sendo negociadas a R$ 8,23.

Nos últimos 12 meses, os papéis da Via acumulam 53,24% de desvalorização, sendo negociados a R$ 20,48 na máxima e a R$ 7,78 na mínima.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!