AGENDA

Totvs (TOTS3) prorroga oferta de combinação de negócios com Linx por 30 dias

Totvs (TOTS3) prorroga oferta de combinação de negócios com Linx por 30 dias
Itaú reduz participação na Totvs; BlackRock aumenta

A Totvs (TOTS3) anunciou, na última sexta-feira (11), que prorrogou por 30 dias, até o próximo dia 13 de outubro, a proposta de combinação de negócios que a empresa propôs para a Linx (LINX3) em agosto.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A Totvs também acatou sugestão dos conselheiros independentes da Linx de correção pelo CDI do valor de R$ 6,20 por ação da proposta original, a partir do sexto mês, caso as negociações se arrastem.

“Não obstante a ausência, até o momento, de posicionamento formal da administração da Linx quanto à proposta concreta e detalhada encaminhada pela companhia, reitera a Totvs a manutenção da validade da sua proposta”, informou a companhia.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

“Reiteramos, assim, nosso compromisso de trabalhar junto com os conselheiros independentes da Linx para dar seguimento à submissão da nossa proposta aos acionistas da Linx, observando mais os altos padrões de governança, esperando que a proposta da Totvs tenha a mesma atenção e urgência dada na análise e aprovação de outra proposta”, concluí o comunicado.

Linx: Totvs oferece pagar multa de R$ 100 mi, após Stone subir oferta

A Totvs comunicou ao mercado no início de setembro que ofereceu a Linx o pagamento de uma multa de R$ 100 milhões, caso a operação — depois de aprovada pelos acionistas de ambas as companhias– não seja aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

“Desta forma, a Totvs seguirá respeitando o livre exercício do direito de voto dos acionistas da Linx legalmente vinculado ao melhor interesse da companhia e não de terceiros, e sem que daí possam resultar em ilegítimas consequências financeiras para a própria companhia”, informou o comunicado.

O documento de incorporação, segundo a Totvs, se encontra em fase final de revisão e será submetida aos conselheiros independentes da Linx nesta semana. A preparação do formulário exigido pela Securities and Exchange Comission (SEC) está em fase avançada, “em curto prazo será submetido ao exame daquele órgão regulador”.

Do mesmo modo, já foi concluída a preparação da documentação inicial com vistas ao curso, junto ao Cade, “do processo de análise dos aspectos concorrenciais da operação, e já em curso a preparação dos laudos exigíveis na forma da legislação societária, bem como o laudo contábil relativo à alocação do ágio decorrente da combinação de negócios a valor de mercado”.

“Nesse contexto, nenhum obstáculo existe para que sejam atendidos o melhor interesse dos acionistas da Linx e os imperativos da lei societária característicos de uma companhia aberta sujeita à fiscalização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM)“, concluiu a Totvs.

O comunicado foi anunciado após a Linx informar que assinou o acordo de reajustes apresentado pela Stone, concorrente da Totvs.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião