AGENDA

Telefônica (VIVT3) e Ânima (ANIM3) formarão joint venture na área de educação

Telefônica (VIVT3) e Ânima (ANIM3) formarão joint venture na área de educação
Telefonica. Foto: Reprodução Facebook

A Telefônica Brasil (VIVT3) assinou um memorando de entendimento não-vinculante com a Ânima Educação (ANIM3) para formar uma joint venture na área de educação.

A informação foi divulgada nessa quarta-feira (27) pela Telefônica. A joint venture pretende ampliar o portfólio de serviços digitais das companhias.

A joint venture, em que cada empresa terá participação de 50%, tem a finalidade de operacionalizar uma plataforma digital de educação com cursos livres de capacitação, com foco em educação continuada e empregabilidade em áreas de tecnologia, gestão, negócios e turismo.

Segundo a Telefônica, ao associar o know-how da Ânima Educação em fornecer cursos na modalidade digital à sua capacidade de distribuição em escala, a nova empresa ofertará aos clientes trilhas personalizadas, com conteúdo atual e com demanda no mercado de trabalho.

As atividades tem previsão de início em 2022, com uma equipe própria e independente. “Esta iniciativa reforça o posicionamento da Telefônica Brasil como um hub de serviços digitais, atendendo a todas as necessidades de tecnologia de seus clientes e visando promover serviços de educação acessíveis e de qualidade”, diz o comunicado.

A ação da Telefônica (VIVIT3) encerrou o pregão de hoje em alta de 0,27%, valendo R$ 44,73, enquanto a ação da Ânima (ANIM3) terminou o dia em queda de 0,71%, a R$ 6,97.

Veja também:

Resultado da Telefônica no 3T21

Ainda hoje, a Telefônica divulgou seu balanço no terceiro trimestre desse ano. A companhia lucrou R$ 1,315 bilhões no período, um avanço de 8,5% ante o ganho de R$ 1,212 anotado ao final de setembro de 2020.

A receita operacional líquida da telefônica cresceu 2,2% na comparação ano a ano para R$ 11,033 bilhões. Ao mesmo tempo, o Ebitda  (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recorrente cresceu 2,1%, para R$ 4,414 bilhões.

Já o fluxo de caixa livre da Telefônica caiu 25,6% em relação ao terceiro trimestre de 2020, para R$ 2,634 bilhões, “refeltindo gestão financeira eficiente”, mostra o balanço.

Com informações do Estadão Conteúdo

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião