Taurus (TASA4) fecha em forte alta e volta a valer mais de R$ 1 bilhão

Taurus (TASA4) fecha em forte alta e volta a valer mais de R$ 1 bilhão
Taurus (TASA4) irá expandir complexo industrial no RS por R$ 110 milhões

As ações da Taurus (TASA3; TASA4) registraram uma forte valorização nos últimos 30 dias, fechando nesta quinta-feira (26) em alta de 5,96%, valendo R$ 12,26.

Com essa valorização, a Taurus voltou a ter um valor de mercado superior a R$ 1 bilhão.

Desde o dia 29 de outubro, quando estavam valendo R$ 7,35, as ações da Taurus valorizaram 58%.

A forte valorização está relacionada aos bons resultados registrados pela fabricante de armas nos últimos trimestres.

Resultado da Taurus (TASA4) no terceiro trimestre

No terceiro trimestre de 2020 a empresa reverteu o prejuízo de R$ 26,4 milhões apurado de julho a setembro do ano passado e registrou um lucro líquido de R$ 102,2 milhões.

A empresa reportou uma receita operacional líquida de R$ 490,8 milhões, equivalente a uma alta de 102,6% em relação ao mesmo período do ano passado, quando tinha sido de R$ 242,3 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ficou em R$ 152,3 milhões no período, crescimento de 665,3% em relação ao resultado obtido em igual período de 2019, quando tinha sido de R$ 19,9 milhões. A margem Ebitda foi de 31%, alta de 22,8 pontos percentuais na mesma base de comparação.

No acumulado de 2020, esse resultado foi de R$ 1,21 bilhão, avanço de 66,7% na base anualizada.

Acordos comerciais também ajudaram

Além disso, os acordos comerciais fechados nos últimos meses também ajudaram.

Entre eles estão duas duas joint ventures que ampliarão os mercados de atuação da Taurus, mas sem envolver desembolso de capital por parte da empresa.

A fábrica na Índia, da joint venture criada com o Jindal Group, está em fase de conclusão, devendo iniciar suas operações no primeiro semestre de 2021.

Por outro lado, no Brasil, a produção de carregadores e outros componentes estampados de armas leves, da joint-venture com a metalúrgica Joalmi, deverá ter início ainda este ano, devendo ser transferida em 2021 para o complexo industrial da Taurus em São Leopoldo (RS).

A companhia informou que a produção durante o trimestre encerrado em setembro atingiu 488 mil armas, destacando que a fábrica da Geórgia, nos Estados Unidos, acelerou seu ramp-up e já supera os volumes produzidos na antiga unidade industrial nos EUA e a fábrica no Brasil.

A Taurus produziu mais de 1 milhão de armas entre janeiro e setembro, volume que representa 92% da produção total de 2019. No 3T20, foram em média 6,9 mil armas produzidas por dia, com as duas fábricas, no Brasil e nos EUA, em forte atividade.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião