Stone (STOC31) anuncia recompra de ações de até R$ 1 bilhão

A Stone (STOC31) anunciou que seu conselho de administração aprovou um novo programa de recompra de ações, no valor de até R$ 1 bilhão. A empresa planeja adquirir ações classe A.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Recentemente, a Stone concluiu um programa de recompra de cerca de R$ 300 milhões no mês passado.

O programa atual substitui o anterior e não possui um prazo de validade definido.

As recompras de ações da Stone serão realizadas periodicamente, podendo envolver transações em mercado aberto, negociações em bloco, transações privadas ou outras modalidades, estando sujeitas às condições de mercado, níveis de liquidez disponível, necessidades de caixa para outros propósitos, considerações regulatórias e outros fatores relevantes.

As ações da Stone fecharam a US$ 12,85 na Nasdaq nesta terça-feira, em alta de 6,2%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Lucro da Stone dispara mais de 4x e vai a R$ 435 milhões

A Stone encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido ajustado de R$ 435 milhões, um crescimento de 302% em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o segundo trimestre deste ano, houve alta de 35,1%.

De acordo com a companhia, o Ebitda da Stone (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 1,590 bilhão no período, um aumento de 43,4% em relação ao terceiro trimestre de 2022. Em um trimestre, o número subiu 6,1%.

A receita líquida da Stone teve alta de 25,2% em um ano, para R$ 3,1 bilhões. O desempenho foi puxado pela área de serviços financeiros, que inclui as maquininhas e também os serviços bancários, e que teve receita líquida de R$ 2,7 bilhões, alta de 29% em um ano.

No segmento de software, a receita líquida da Stone no 3T23 teve alta de 5,9% no comparativo anual, para R$ 388 milhões no terceiro trimestre. A companhia destaca que houve um crescimento de 6 pontos porcentuais na margem Ebitda da área, para 20,5%, graças a ganhos de eficiência na integração de processos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião