Simpar (SIMH3): Conselho aprova aumento de capital

A Simpar (SIMH3), holding que controla a JSL (JSLG3) e a Movida (MOVI3), informou, nesta quarta-feira (7), que seu Conselho de Administração deliberou sobre um aumento de capital da companhia. A informação consta na ata da última reunião da diretoria da empresa.

Segundo a Simpar, os conselheiros aprovaram por unanimidade e sem ressalvas o aumento de capital social no valor de R$ 1.148.354,01. O processo será realizado por meio da emissão de 133.611 ações. Dessas, 86.796 ações ordinárias com o preço unitário de R$ 8,36, e 46.815 papéis com o preço unitário de R$ 9,03.

Dessa forma, o capital social da Simpar passará de R$ 712.826.378,03, dividido em 206.032.081 ações, para R$ 713,974.732,04, dividido em 206.165.692 papéis, sem valor nominal.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

A administração da empresa pontuou que a subscrição das ações será relativa aos exercícios dos planos de opção de compra de ações, aprovados pela Assembleia Geral Extraordinária em agosto deste ano, para dar cumprimento aos programas 01/2016 e 01/2017. “Não será concedido direito de preferência na subscrição das ações ora emitidas aos demais acionistas da companhia”, disse a Simpar.

Simpar recomprará até 3,9 milhões de ações

A Simpar informou, no fim do mês passado, que seu Conselho aprovou um novo programa de recompra de ações de sua emissão. Poderão ser recompradas até 3.915.171 ações. A informação foi divulgada por meio de um fato relevante.

De acordo com a Simpar, com base nas 61.838.699 ações ordinárias em circulação no mercado, a recompra será de até 6,33% da totalidade dos papéis. A operação, segundo a empresa, respeitará a manutenção do percentual mínimo de circulação das ações de 25%, conforme estabelecido pelo regulamento do Novo Mercado, mais alto nível de governança da Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

O objetivo, diz o comunicado da Simpar, é a maximização de valor aos acionistas, sem redução do capital social. Os papéis adquiridos serão mantidos em tesouraria, para cancelamento, alienação ou para atender as obrigações assumidas pela empresa frente aos beneficiários dos planos de remuneração baseados em ações.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno