Santander (SANB11) aprova proposta de cisão da participação acionária na Getnet

Santander (SANB11) aprova proposta de cisão da participação acionária na Getnet
A ação do Santander (SANB11) encerrou o dia em queda de 2,05%, valendo R$ 38,74.

O Santander Brasil (SANB11) aprovou a proposta de segregação da participação acionária que detém em sua subsidiária integral Getnet, através de uma cisão parcial do banco, que será deliberada pelos acionistas em Assembleia Geral Extraordinária.

Atualmente, o Santander Brasil detém todas as ações emitidas pela Getnet, o que equivale a todo capital social da subsidiária do banco.

De acordo com o documento enviado ao mercado, a cisão parcial do banco tem o objetivo de segregar todas as ações emitidas pela Getnet e que são da instituição financeira, com a incorporação da parcela cindida pela Getnet e consequentemente atribuição dos papéis da Getnet aos acionistas do banco.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Nesse sentido, serão entregues aos acionistas do banco 0,25 ações ordinárias, preferenciais de emissão da Getnet para cada ação do Santander.

Getnet solicitará registro de companhia aberta

Devido à cisão, a Getnet deve solicitar seu registro de companhia aberta diante da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e sua listagem na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

“O objetivo da Cisão é possibilitar que a Getnet possa explorar o pleno potencial dos seus negócios, como parte da estratégia do Grupo Santander de concentrar os negócios de tecnologia e meios de pagamento do grupo na PagoNxt, uma nova plataforma global de meios de pagamento focada em tecnologia”, explica o documento.

Após a cisão, a Getnet será controlada pelo Banco Santander (Espanha).

Santander tem lucro de R$ 3,86 bi no 4T20

O Santander (SANB11) registrou lucro líquido societário de R$ 3,86 bilhões no quarto trimestre de 2020, alta de 1,2% ante o terceiro trimestre. No acumulado anual, a instituição teve um lucro de R$ 13,46 bilhões no ano passado, queda de 5% frente a 2019,.

A carteira de crédito totalizou R$ 441,65 bilhões, avanço de 16,9% ano contra ano, com destaque para o segmento de pessoa jurídica. O Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE) trimetral do Santander ficou em 19,1%, frente a 21,2% no terceiro trimestre e 21,3% no segundo.

O lucro gerencial do Santander de 2020, por sua vez, foi de R$ 13,84 bilhões, equivalente a um recuo de 4,8% ante 2019.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião