Reserva de ações para IPO da Bluefit (BFFT3) termina nesta quinta

Reserva de ações para IPO da Bluefit (BFFT3) termina nesta quinta
Bluefit. Foto: Reprodução Site

O período de reserva de ações para a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da Bluefit (BFFT3) termina nesta quinta-feira (23).

O valor mínimo de pedido de investimento no IPO da Bluefit é de R$ 3 mil e o valor máximo é de R$ 1 milhão por investidor de varejo.

A oferta consistirá na distribuição primária de, inicialmente, 53.440.214 novas ações ordinárias a serem emitidas pela locadora de tratores; e secundária de, inicialmente, 15.037.594 ações ordinárias de titularidade do Fundo Speed.

A locadora de maquinários definiu a faixa indicativa de preço entre R$ 13,30 e R$ 16,63. A fixação acontecerá na sexta-feira (24).

Considerando o ponto médio da faixa, de 13,75, e no número de ações da oferta base, o IPO da Bluefit pode movimentar um montante de R$ 450,08 milhões.

A rival da Smart Fit (SMFT3) pretende destinar os recursos líquidos provenientes da oferta primária para:

  • crescimento orgânico, por meio da abertura de novas filiais pelo Brasil (55,60%);
  • aquisição de novas franquias e/ou participações de não controladores em SCPs e subsidiárias (44,40%).

As ações da Bluefit serão listadas no Novo Mercado e passarão a ser negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), sob o código “BFFT3”, no dia 28.

A operação será coordenada pela XP.

Perfil corporativo da Bluefit

Fundada em 2015, a Bluefit é a segunda maior rede de academias low cost do Brasil e possui capilaridade nacional com presença em 15 estados, além do Distrito Federal, em mais de 50 cidades nas cinco regiões do País.

O número de academias da empresa cresceu de 7 unidades, em 2016, para 102 unidades em operação (61 próprias e 41 franquias) e 33 unidades com contratos assinados e mais de 201 mil clientes ativos, em 30 de junho de 2021.

O modelo de negócios da rede consiste em:

  • presença nas 5 regiões do país
  • longos períodos de funcionamento (24 horas por dia nos dias úteis, e, em parte das unidades, 24
    horas nos 7 dias da semana)
  • presença em centros urbanos, com alta densidade populacional
  • ambientes com espaços otimizados
  • cultura com foco na experiência do cliente.

De 2019 a 2020, a receita líquida consolidada da companhia encolheu de R$ 117,325 milhões para R$ 64,082 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) caiu de R$ 46,568 milhões, em 2019, para R$ 1,221 milhões, no ano passado.

Na mesma comparação, a Bluefit reverteu um lucro líquido de R$ 719 mil, em 2019, e apurou um prejuízo de R$ 31,426 milhões, em 2020.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!