Radar: Vale (VALE3) é a “queridinha” do Itaú BBA, Petrobras (PETR4) recebe US$ 298 milhões após calote e IRDM11 anuncia dividendos

Analistas do Itaú BBA, em seu novo parecer sobre as ações da Vale (VALE3), reiteraram que enxergam a companhia como sua predileta dentre o segmento de siderurgia e mineração – apesar de a companhia apresentar desempenho negativo no Ibovespa em 2024, com queda de 7%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

O relatório se deu após uma revisão de modelo do BBA. A casa manteve o preço-alvo das ações da Vale em R$ 88 – o que implicaria em uma alta de 22% nos papéis VALE3, dada a cotação atual.

Contudo, para as ADRs da companhia, o preço-alvo foi cortado de US$ 19 para US$ 18.

“Atualizamos nosso modelo para incorporar o novo guidance da Vale para investimentos, volumes e custos e nossas mais recentes premissas macroeconômicas e de custo de capital, além da curva de preços de minério de ferro”, justifica Daniel Sasson.

Os especialistas destacam que o mercado de minério de ferro deve seguir relativamente apertado no curto prazo.

“Os preços do minério de ferro têm oscilado em cerca de US$ 130 a 140 por tonelada nas últimas semanas, apoiado pelas expectativas de aumento no consumo de aço e demanda na China após o anúncio de dois pacotes de estímulo no país”.

O BBA ressalta que, juntos, os dois pacotes deverão totalizar cerca de 2 trilhões de yuans (ou cerca de US$ 280 bilhões), o que poderia compensar uma recuperação lenta do mercado.

“Em suma, prevemos uma dinâmica de oferta e demanda um tanto restrita para a indústria de minério de ferro entrando em 2024, com produção sazonalmente mais fraca no 1T24 e produção de aço ainda resiliente na China” conclui a casa.

Além da Vale, confira outros destaques desta quarta-feira:

Petrobras (PETR4): após calote, companhia informa recebimento de US$ 298 milhões referentes ao Polo Carmópolis

  • A Petrobras (PETR4) informou ao mercado nesta quarta (10) que recebeu a cifra de US$ 298 milhões de uma parcela contratual relativa ao Polo Carmópolis.
  • A parcela recebida pela estatal pela Carmo Energy era a última do contrato, e os US$ 298 milhões recebidos pela Petrobras já consideram ajustes e encargos de mora devidos, relativa à alienação do Polo Carmópolis, que venceu em 20 de dezembro de 2023.
  • O informe se dá após a companhia reclamar publicamente de um calote, já que no fim de dezembro a empresa informou que não recebeu o valor – que no câmbio atual é de R$ 1,4 bilhão.
  • O Polo é composto por um conjunto de 11 concessões de campos terrestres de produção de óleo e gás, com instalações integradas.
  • O Polo de Carmópolis fica localizado no estado de Sergipe e foi vendido por US$ 1,1 bilhão, incluindo US$ 275 milhões pagos logo no acordo.
  • Quando a transação foi fechada, em dezembro de 2022, a Petrobras recebeu US$ 548 milhões.

IRDM11 anuncia um dos menores dividendos de sua história; veja o valor

  • O fundo imobiliário IRDM11 anunciou dividendos para o mês de janeiro, no valor de R$ 0,70 por cota, registrando uma baixa de 9,09% na comparação com a quantia distribuída no mês anterior, que foi de R$ 0,77 por cota.
  • Conforme comunicado nesta quarta-feira, os dividendos do IRDM11 vão ser pagos no dia 17 de janeiro de 2024. Somente terão direito a receber os proventos aqueles que detinham cotas do fundo até o encerramento do pregão de hoje (10).
  • Nos últimos 12 meses, os rendimentos do IRDM11 totalizam R$ 10,1696 por cota, de acordo com o portal Status Invest. Sobre o preço de mercado atual de R$ 81,14, essa quantia corresponde um dividend yield (DY) de 12,53%.
  • O novo valor dos proventos chega a um dos menores patamares da história do FII, superando apenas alguns rendimentos distribuídos em 2018 e 2019.
  • Os dividendos do fundo imobiliário IRDM11 são isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas. A média de rendimentos do FII nos últimos 2 anos é de R$ 0,97308933 por cota ao mês, segundo o portal Status Invest.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

PETR3 ou PETR4? BTG diz qual ação da Petrobras vale mais a pena investir e receber dividendos

  • As ações da Petrobras sempre estão no radar dos investidores, pelos seus dividendos ou pela qualidade do ativo. Mas, afinal, qual papel escolher: ações ordinárias (PETR3) ou preferenciais (PETR4)? Na disputa, o BTG Pactual mantém as duas na carteira.
  • Em relatório, o BTG aponta que, ao longo da última década, as ações ordinárias (PETR3) da Petrobras mantiveram uma média de prêmio de 19% sobre as ações preferenciais (PETR4), que dão prioridade para a distribuição de dividendos.
  • No entanto, esse cenário tem mudado, com as ações sem direito a voto em assembleia (PETR4, as preferenciais da Petrobras) passando a apresentar um desempenho superior ao da PETR3 na bolsa. Com isso, o prêmio das ações ordinárias diminuiu para apenas 3%, o menor nível em 10 anos.
  • Para o BTG, os picos no prêmio das ações ordinárias (PETR3), em 2016 e 2018, podem ser atribuídos à narrativas que sugeriam uma inclinação em direção à privatização da estatal nesse período.
  • Além disso, um impacto foi a maior confiança de que ambas as classes de ações da Petrobras começariam a receber dividendos equivalentes, ao contrário de períodos anteriores em que os acionistas preferenciais recebiam pagamentos mais altos.
  • Contudo, com baixas chances de privatização no curto prazo, os investidores devem ser menos propensos a deter ações com direito a voto.
  • Os analistas também explicam que outra justificativa para o desempenho superior das ações preferenciais pode ser o programa de recompra de ações da Petrobras, anunciado em agosto passado, que contempla exclusivamente ações sem direito a voto. A estatal já adquiriu cerca de 60% do montante máximo estabelecido no programa.
  • O banco permanece com recomendação de compra para ambos os papéis, com preço-alvo a US$ 16,35 para (ADRs), que são negociados em Nova York.

Petrobras: BTG não vê redução de dividendos

  • Com o orçamento fiscal do governo em destaque, os analistas do BTG não preveem a redução nos pagamentos para as ações ordinárias (que representam 78% da participação econômica do governo na Petrobras).
  • “O programa [recompra] provavelmente continuará a se concentrar exclusivamente em ações preferenciais, pois recomprar ações ordinárias adicionaria complexidade, oferecendo suporte técnico adicional para as ações preferenciais”, destacou o BTG.
  • O banco também aponta que ambas as classes estão sendo negociadas com dividend yield muito semelhantes em 2024, cerca de 12,4% para as ordinárias e 12,8% para as preferenciais – e 16%, caso haja pagamento de dividendos extraordinários,
  • “Temos defendido as ações PETR4 algum tempo, e embora reconheçamos que o potencial de valorização relativa seja menor agora, não acreditamos que os investidores devam preferir PETR3 penas com base no desempenho histórico”, conclui o BTG.

Raia Drogasil (RADL3) tem recomendação rebaixada por banco; saiba por quê

  • Em relatório divulgado nesta quarta-feira (10), o BB Investimentos rebaixou a recomendação para as ações de Raia Drogasil (RADL3) para ‘neutra’, diante da forte valorização no ano passado.
  • “Nos últimos 12 meses, as ações RADL3 acumularam valorização de 30%, amparada pela qualidade do seu desempenho econômico-financeiro, forte ritmo de expansão e resiliência do setor de varejo de saúde, ao qual está exposta”, disse a analista do BB Investimentos, Georgia Jorge.
  • Com esse desempenho, pontuou a casa, a RD consagrou-se como uma das poucas companhias de seu universo de cobertura com desempenho superior ao do Ibovespa em 2023. Assim, o BB vislumbra a continuidade de bons resultados divulgados pela companhia.
  • A instituição lembrou que no RD Day realizado em novembro do ano passado, a companhia divulgou um novo guidance de abertura bruta de lojas para 2024-2025 entre 280 e 300 unidades, mantendo a diversificação geográfica e demográfica recente.
  • Além disso, a RD informou estar trabalhando para expandir a margem EBITDA por meio da maior digitalização e engajamento do cliente, crescimento real sustentado das lojas maduras, aumento da margem de contribuição e da diluição gradual das despesas gerais e administrativas, afirmou o BB.
  • “Apesar da visão positiva da casa em relação à tese de investimento da RD, entendemos que a alta recente do papel, em especial nos dois últimos meses do ano passado, já precifica os bons fundamentos da companhia citados acima, refletindo assim o valor justo da companhia conforme as premissas adotadas em nosso valuation. Por essa razão, rebaixamos nossa recomendação para Neutra, com manutenção do preço-alvo para o final de 2024 em R$ 28,90.”, completou a analista.

Braskem (BRKM5): STF pede informações sobre acordo com prefeitura de Maceió

  • A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta terça-feira (9) prazo de 30 dias para a prefeitura de Maceió e a mineradora Braskem (BRKM5) se manifestarem sobre o acordo de indenização, avaliado em R$ 1,7 bilhão, pelos prejuízos causados pela extração de sal-gema na capital alagoana.
  • A decisão da ministra do STF foi tomada para instruir a ação na qual o governo de Alagoas contesta a legalidade do acordo, assinado em julho do ano passado entre a empresa e o município de Maceió. As cláusulas foram questionadas no STF após a Justiça alagoana rejeitar a anulação do acordo.
  • Após receber as manifestações, a ministra deverá julgar a ação. Não há prazo para o julgamento.
  • O governo estadual alega que o acordo impede a integral reparação dos afetados pela mineração de sal-gema no estado. Além disso, questiona trechos que autorizam a empresa a se tornar proprietária de terrenos e continuar a explorar a região devastada.
  • Os acordos foram assinados pela Braskem em 2019, 2020 e 2022 com os seguintes órgãos: Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público de Alagoas (MPA), Defensoria Pública da União (DPU), Defensoria Pública de Alagoas e prefeitura de Maceió.

*Com informações de Agência Brasil

De Vale à Braskem, essas foram as empresas que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias, clique aqui.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião