Plano&Plano (PLPL3) irá recomprar 9% das ações, após cair quase 60% desde o IPO

Plano&Plano (PLPL3) irá recomprar 9% das ações, após cair quase 60% desde o IPO
Apartamentos. Foto: George Becker no Pexels

A Plano&Plano (PLPL3), subsidiária da Cyrela (CYRE3), irá recomprar até 6 milhões de ações, informa fato relevante divulgado na segunda-feira (15). O montante é equivalente a, aproximadamente, 9,33% do total de ações da companhia em circulação no mercado.

“No âmbito do referido programa está autorizada, ainda, a eventual celebração de operações de derivativos referenciados em ações de emissão da própria Companhia”, diz documento. O programa de recompra de ações da Plano&Plano terá vigência até 13 de março de 2023.

Em fato relevante, a empresa informa que a aquisição será feita a débito da conta de reserva de lucros registrada nas demonstrações financeiras constantes das Informações Trimestrais (ITR), relativas ao segundo trimestre de 2021.

As operações serão realizadas por meio do banco Itaú (ITUB4) e do banco Safra.

Desvalorização da Plano&Plano depois do IPO

A Plano&Plano tem 64.281.691 de ações ordinárias em circulação no mercado. Desde o seu IPO na B3, em setembro de 2020, as ações PLPL3 acumulam queda de 57,52%.

A precificação para a oferta inicial de ações ficou em R$ 9,40, com desconto em relação a faixa indicativa de preço que ia de R$ 11,25 a R$ 15,25. Ao todo, a oferta captou R$ 633.421.820,00.

Após as operações de terça-feira (14), a cotação da Plano&Plano fechou em alta de 4,29%, com as ações valendo R$ 3,88.

Uma das justificativas para as perdas da empresa é o momento de incerteza para o setor imobiliário de forma geral. As inseguranças em relação a situação fiscal do país, elevação da inflação, aumento dos juros, são tópicos constantes do mercado financeiro.

Os juros maiores no médio e longo prazo, são uma preocupação maior para o setor imobiliário, visto que encarece os financiamentos de imóveis e a obtenção de recursos para as empresas do setor.

A Cyrela, contraladora da Plano&Plano, acumula desvalorização de 9,45% nas suas ações nos últimos 12 meses.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!