Pfizer voltará ao cronograma original de entrega de vacinas à UE no dia 25

Pfizer voltará ao cronograma original de entrega de vacinas à UE no dia 25
Ao final do dia, as ações da Pfizer nos Estados Unidos fecharam em leve queda de 0,14%, a US$ 36,70.

A companhia farmacêutica norte-americana Pfizer (NYSE: PFE) informou nesta sexta-feira (15) que voltará ao cronograma original de entrega de vacinas à União Europeia (UE) em 25 de janeiro.

Além disso, a Pfizer informou que haverá um aumento no ritmo das entregas a partir de 15 de fevereiro. Frente a isso, a companhia destaca que , será possível cumprir o acordo firmado com a UE para o primeiro trimestre do ano e fornecer “significativamente” mais doses ao bloco no segundo trimestre.

Hoje mais cedo, a companhia havia anunciado que iria reduzir temporariamente o ritmo de fornecimento das vacinas aos países da Europa, devido à uma “reorganização” da capacidade produtiva.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A farmacêutica explicou, através de comunicado, que “a Pfizer e a BioNTech desenvolveram um plano que permitirá o aumento de escala das capacidades de fabricação na Europa e fornecerá significativamente mais doses no segundo trimestre”. “Para conseguir isso, certas modificações nos processos de produção são necessárias agora”, completa a farmacêutica.

Pfizer diz que fará o necessário para cumprir cronograma

Ainda hoje, a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, comentou o anúncio da Pfizer. Segundo ela, em conversa telefônica, o CEO da farmacêutica, Albert Bourla, garantiu que a empresa fará o que for necessário para evitar atrasos na entrega das doses.

Von der Leyen também cobrou repostas da companhia sobre a quantidade de doses que serão entregues. Ela acrescentou que há necessidade médica de que elas sejam distribuídas a tempo, uma vez que algumas pessoas já receberam a primeira injeção. “Estamos enfrentando dificuldades normais”, caracterizou.

A líder do braço executivo da União Europeia disse ainda que espera para o final deste mês a autorização para o uso emergencial do imunizante desenvolvido pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford.

Ebook Gratuito
Baixe agora nosso
Guia de Investimentos para 2021
Confira gratuitamente quais são nossas perspectivas para o ano.

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

Ao final do dia, as ações da Pfizer nos Estados Unidos fecharam em leve queda de 0,14%, a US$ 36,70.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião