Petrobras (PETR4) fecha venda da refinaria Lubnor; veja impacto

A Petrobras (PETR4) venderá a refinaria Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor) e seus ativos logísticos associados para a Grepar por US$ 34 milhões. A informação foi divulgada por meio de fato relevante arquivado na noite de quarta-feira (26).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

Segundo o comunicado da Petrobras, a venda da Lubnor terá US$ 3,4 milhões pagos à vista, US$ 9,6 milhões a serem pagos no fechamento da transação e uma cifra de US$ 21 milhões em “pagamentos diferidos”.

Vale lembrar que esse cálculo não contempla o pagamento de ajustes previstos no contrato, devidos até o fechamento da transação.

Além disso, a venda da refinaria ainda está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A petrolífera destaca, em comunicado, que a refinaria é o quarto ativo a ter o contrato de compra e venda assinado no âmbito do compromisso firmado pela Petrobras com o CADE em junho de 2019 para a abertura do mercado de refino no Brasil.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Planilha-controle-de-gastos.png

A venda, diz a estatal, “está em consonância com a resolução que estabeleceu diretrizes para a promoção da livre concorrência na atividade de refino no país”.

Trata-se de uma venda que dá sequência os desinvestimentos feitos pela Petrobras nos últimos anos, alinhados com “a estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital” da empresa.

A estatal explica que a Lubnor fica localizada em Fortaleza, no Ceará, e possui capacidade de processamento autorizada de 10,4 mil barris/dia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

“A refinaria é uma das líderes nacionais em produção de asfalto, e a única unidade de refino no país a produzir lubrificantes naftênicos”, diz a Petrobras, em seu documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Quem comprou a refinaria da Petrobras?

Conforme destacado no Fato relevante, a Grepar, que é a parte compradora, é um veículo societário de propriedade conjunta das empresas Grecor Investimentos, Greca Distribuidora de Asfaltos e Holding GV, segundo a Petorbras.

A Grecor é uma empresa que atua como veículo de investimento em participações societárias. Já a Greca “é uma das maiores empresas especialistas em asfalto no Brasil” e atua na produção e comercialização de produtos destinados à pavimentação asfáltica e integra o Grupo Greca Asfaltos.

O grupo em questão atua também nos mercados de Logística, Shopping Center, Concessão Rodoviária, Produção de Agregados Minerais e Soluções Financeiras.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Já a Holding GV Participações S.A. é uma empresa de investimento que atua principalmente no mercado de distribuição e produção de ligantes asfálticos e óleos combustíveis através da marca Betunel, “uma das maiores e mais tradicionais empresas do setor atuando desde 1967”.

Desempenho de PETR4

No pregão de quarta (26), antes da divulgação do fato relevante, as ações da Petrobras, negociadas sob o ticker PETR4, subiram 1,1%.

Desde o início do ano os papéis da estatal sobem 10%, e nos últimos dias o saldo tem sido positivo, em avanço de 6,5% em meio à troca na presidência e a data corte de dividendos polpudos, anunciados pela Petrobras ainda no início deste mês.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno