Mulheres guardam mais dinheiro do que homens na pandemia, diz Nubank

Mulheres guardam mais dinheiro do que homens na pandemia, diz Nubank
Nubank diz que mulheres estão poupando mais

As mulheres estão poupando mais do que os homens no Brasil, e a diferença cresceu durante a pandemia. Segundo estudo feito pelo Nubank utilizando sua base de clientes, em julho de 2020, 20,1% das clientes do sexo feminino utilizavam a opção “guardar”, contra apenas 18,2% dos homens.

 

E os homens já estiveram na frente: em maio do ano passado, época de lançamento da opção, eles eram os que mais poupavam, com 12,8% do número total de homens guardando dinheiro, contra 12% das mulheres. Dois meses depois, em julho de 2019, elas já haviam ultrapassado os homens, com 16,6% do total de clientes mulheres utilizando o serviço do Nubank, contra 16,4% do sexo masculino.

Ignorando as diferenças de sexo, a pandemia estimulou a poupança de uma forma ou de outra. Do início da pandemia, em fevereiro de 2020, a julho do mesmo ano, o percentual de clientes ativos que reservam um valor para guardar saltou de 14,4% para 18,3%, de acordo com o Nubank.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Pessoas estão gastando menos

Além disso, as pessoas estão gastando menos. Em abril, parte mais crítica da quarentena, houve um gasto médio 20% menor do que no mesmo período de 2019. O levantamento, que é feito pelo Nubank há três anos, mostrou que neste mês houve a menor média histórica nos gastos com cartão, o que, para o banco, evidencia que o brasileiro controlou as suas compras em meio a um cenário de incerteza.

O número médio de compras no cartão de crédito por mês caiu e o ticket-médio (valor gasto em média em cada compra), cresceu. Para o Nubank, as pessoas estão fazendo menos compras, mas, quando as fazem, gastam mais.

Algo que exemplifica isso são os gastos com supermercado. Apesar das compras físicas terem caído por conta da pandemia, com a taxa total de gastos sendo reduzida para 55% do total, uma queda de 13 p.p., as compras presenciais em supermercado cresceram, na comparação com a base anual, de 19,9% em 2019 e alcançaram 29,9% do total entre o período de março, abril e maio de 2020.

Nubank notou aumento nas compras online

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Ainda segundo o estudo do Nubank, a pandemia do coronavírus acelerou em três anos as compras online utilizando cartões de crédito, com o índice alcançando 45% do total gasto em abril, um salto de 13 p.p. em comparação com fevereiro deste ano. Esta participação das compras feitas online no total do que é gasto com cartão de crédito era esperada apenas para 2023.

Entre os setores que mais se destacaram no crescimento das vendas digitas foram os serviços de streaming (avançando 9,4 p.p.), produtos eletrônicos (4 p.p.), vestuários (1,3 p.p.) e delivery de restaurantes (3,1 p.p.).

Alguns departamentos, entretanto, não surfaram com o crescimento do online. Segundo o Nubank, em função do lockdown e das medidas de distanciamento, houve queda acentuada na participação de compras online relacionadas a viagem, lazer e aplicativos de transporte.

Os saques também foram impactados diretamente pelas medidas de distanciamento: o número de clientes do Nubank que foram até o caixa eletrônico retirar dinheiro com o cartão de crédito caiu de 0,40% em 2018 para 0,20% em março de 2020.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião