AGENDA

Minerva (BEEF3) nega rumores e diz que não pretende fechar capital

Minerva (BEEF3) nega rumores e diz que não pretende fechar capital
Minerva. Foto: Reprodução Facebook

Na tarde de quarta-feira (11), o portal Pipeline, do Valor Econômico, publicou uma exclusiva informando que os controladores da Minerva Foods (BEEF3) estariam analisando fechar o capital da companhia.

Após a notícia, os papéia da empresa na bolsa de valores dispararam e subiram 14,65%, com cotação em R$ 9,94, visto que o OPA da Minerva teria sido avaliado em R$ 12.

Porém, na noite de quarta-feira ainda, a empresa soltou um fato relevante em que afirma não ter a intenção de fechar seu capital.

O comunicado veio após a B3 solicitar da empresa de alimentos esclarecimentos sobre as oscilações consideradas duvidosas.

“A Companhia esclarece que não há nenhum ato ou fato relevante passível de divulgação e que poderia justificar as oscilações na cotação e no volume de negociação das ações de sua emissão”, diz a Minerva no documento.

A empresa acrescenta ainda que tomou conhecimento da notícia veiculada no Pipeline, mas classificou como rumores, e afirmou que podem “ter contribuído para afetar as negociações e dado ensejo às oscilações verificadas”.

“Nesse contexto, a Minerva reforça que não há qualquer informação passível de divulgação sobre o assunto objeto dos rumores e que não pretende fechar o seu capital“, finaliza o assunto em comunicado.

Os rumores de fechamento de capital da Minerva

De acordo com a reportagem do Pipeline, o comitê prévio dos controladores da Minerva Foods já discutiram sobre o fechamento de capital, mas a pauta ainda não foi avaliada no conselho de administração da gigante das carnes.

Retirar suas ações da bolsa de valores custaria aproximadamente R$ 3 bilhões para a companhia, já que, segundo o site, as ações na Oferta Pública de Aquisição (OPA) seria precificada a R$ 12. Um valor 40% superior a cotação atual da companhia.

Após a publicação da notícia, a Minerva soltou nota afirmando estar atenta “a oportunidades de gerar valor, especialmente por meio de arbitragens de mercado”. A companhia, no entanto, pondera que “não há absolutamente nada concreto a ser compartilhado”.

Segundo a matéria do Pipeline, para os controladores da Minerva, a companhia possui uma geração de caixa forte e assim poderia seguir em frente com a operação sem comprometer o seu índice de endividamento.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!