Lucro do Mercado Livre (MELI34) cresce 178,2% no 3T23, a US$ 359 milhões; Veja outros resultados

O Mercado Livre (MELI34) apresentou um lucro líquido de US$ 359 milhões no terceiro trimestre (3T23), conforme balanço trimestral divulgado nesta quarta-feira (1º).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

O resultado do Mercado Livre registra uma alta de 178,2% em relação ao terceiro trimestre do ano passado, em meio ao aumento de suas receitas, inclusive no Brasil.

O Ebtida ajustado do Mercado Livre, que representa o lucro antes de juros, impostos depreciação e amortização, somou US$ 820 milhões no 3T23, registrando crescimento de 108,7% em comparação com o 3T22. Já a margem operacional (Ebit) teve um avanço anual de 7,2 pontos percentuais, chegando a 18,2%.

A receita líquida da empresa de varejo totalizou US$ 3,8 bilhões no período, mostrando um crescimento de 39,8% em relação ao 3T22.

Em conversa com jornalistas, o vice-presidente sênior de desenvolvimento corporativo estratégico e relações com investidores, André Chaves, comentou sobre o balanço do Mercado Livre e ressaltou a “aceleração do crescimento de receita em percentual, tanto em e-commerce quanto fintech e nas principais geografias”.

Já as despesas operacionais chegaram a US$ 1,31 bilhão no 3T23, cerca de 24,76% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, que foi de US$ 1,05 bilhão.

“Todas as linhas de custos crescem, mas o negócio cresce muito mais rápido e as linhas de custo crescem de maneira disciplinada”, destaca Chaves.

E-commerce e participação do Brasil nas receitas do Mercado Livre

A receita líquida obtida do comércio eletrônico foi de US$ 2,1 bilhões no 3T23, com crescimento anual de 45,2%. O volume bruto de mercadorias vendidas no período registrou um aumento de 31,8%.

No marketplace, a representatividade do Brasil nas receitas do Mercado Livre passou a ser de 57% ao final do terceiro trimestre de 2023, com alta de 4 pontos percentuais em relação à igual etapa de 2022 (53%).

A carteira de crédito da varejista atingiu a marca de US$ 3,4 bilhões, registrando crescimento anual de 22,6%. Já a taxa atual de inadimplência de até 90 dias é de 10,6%.

Para o restante do ano, André Chaves tem boas perspectivas em relação às vendas da empresa, principalmente com o advento da Black Friday.

“Vamos fazer uma Black Friday forte como temos feitos nos últimos anos. A gente é uma empresa que historicamente foi crescendo nas datas promocionais, porque fazíamos pouco e fomos aprendendo onde é mais eficiente investir, onde vamos fazer mais apostas”, comenta o executivo do Mercado Livre.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno