Magazine Luiza (MLGU3) adia PIX para proteger Black Friday

Magazine Luiza (MLGU3) adia PIX para proteger Black Friday
Magazine Luiza (MGLU3)

O Magazine Luiza (MGLU3) decidiu ficar de fora da corrida do lançamento do PIX, novo sistema de pagamentos desenvolvido pelo Banco Central. Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, a empresa chegou a participar do processo de habilitação da primeira leva de participantes, mas acabou saindo antes da conclusão dos testes.

Segundo a coluna “Painel S.A.”, o Magazine decidiou adiar a entrada no PIX para proteger sua plataforma de eventuais instabilidades, o que poderia atrapalhar as vendas da Black Friday. Além disso, o jornal informa que a prioridade da empresa neste momento é aumentar a base de usuários do Magalu Pay, conta digital lançada neste ano, que já tem dois milhões de clientes.

A decisão do Magazine Luiza não significa que a empresa não vai aderir ao PIX. A intenção é retomar os trabalhos em breve para integrar os sitemas do Banco Central, além de desenvolver projetos associados à nova tecnologia de pagamentos.

As empresas que decidiram ainda não aderir ao PIX poderão fazê-lo a partir de dezembro. O PIX tem gerado uma corrida no mercado entre bancos e empresas que querem ampliar a sua base de clientes e evitar que eles sejam conquistados pelos seus concorrentes.

Black Friday do Magazine Luiza tem foco em cashback e descontos

Na Black Friday do Magazine Luiza (MGLU3), além do foco nos descontos, o e-commerce também focará no cashback, a devolução de parte do valor gasto na aquisição de um produto.

Para Rafael Montalvão, diretor de marketing e-commerce da companhia, a Black Friday do Magazine Luiza a junção de descontos e cashback, que giram de 3% a 12% do valor da compra, pode criar grandes oportunidades que o cliente busca na data.

“O que o consumidor espera na Black Friday é comprar bons produtos, por bons preços, uma oportunidade. O que a gente está criando é isso, criando oportunidade para o consumidor, já criando quando antecipamos, mas na data também teremos grandes oportunidades para o cliente”, afirmou o executivo do Magazine Luiza.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião