Magazine Luiza (MGLU3) terá serviço de nuvem para chamar de seu, revela Luiza Trajano

A empresária Luiza Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza (MGLU3) anunciou que a varejista lançará seu próprio serviço de nuvem no dia 12 de dezembro.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

A revelação sobre a novidade do Magazine Luiza se deu por declarações de Luiza Trajano durante um evento com empresários em São Paulo, nesta terça-feira (28).

Ela destacou que 30% da tecnologia da empresa já está na nuvem e que agora será oferecida ao mercado.

A presidente do Magazine Luiza ressaltou a importância de ter os dados no Brasil como garantia, evitando que fiquem nos Estados Unidos ou na China.

Trajano informou que a nuvem brasileira do Magalu está sendo desenvolvida há dois anos.

Inicialmente, a novidade será parte da área digital da varejista, mas a intenção é que o serviço se torne uma empresa independente para atender também micro e pequenos empresários.

A empresária enfatizou a necessidade de micro e pequenos empresários estarem na nuvem, sem a preocupação com taxas em dólar.

Ela expressou otimismo em relação às perspectivas para o varejo brasileiro, mencionando uma real retomada das vendas nos últimos 18 meses.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Presidente do Magazine Luiza fala sobre Selic

Durante o evento, Luiza Trajano reiterou a importância da queda da taxa básica de juros, Selic, para impulsionar o setor. Ela destacou que a retomada do varejo depende da geração de empregos (renda) e crédito, sendo este último influenciado pelos juros.

A empresária abordou também as mudanças na contratação e nas expectativas dos trabalhadores, destacando a busca por qualidade de vida.

A presidente do Magazine Luiza também ressaltou a necessidade de investir no emocional dos colaboradores e a importância de os líderes estarem atentos a essas questões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião