IRDM11 quer nova emissão de cotas para “turbinar” caixa; entenda os planos do fundo

A gestão do fundo imobiliário Iridium Recebíveis Imobiliários FII (IRDM11) pretende fazer nova emissão de cotas. A gestora argumenta que precisa aumentar o volume do caixa do fundo. Nesta última terça-feira (20), o IRDM11 também informa em relatório gerencial mais detalhes sobre seus resultados e planos para manter seus rendimentos mesmo com a queda da inflação.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-2.png

“A equipe de gestão acredita que o ciclo atual é ideal para a realização de uma nova oferta de cotas com o objetivo estratégico de recompor o caixa do fundo”, diz a Iridium Gestão de Recursos. O fundo acredita que precisa de manter um caixa entre 5% e 10% do patrimônio líquido em momentos de alta volatilidade.

Neste caso, como estamos passando por um período pré-eleitoral, o fundo precisa de mais recursos para aproveitar oportunidade “em emissões com spreads de crédito elevados e de oportunidades no mercado secundário”, ressalta a gestora.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Por isso, o fundo convocou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) de cotistas, a ser realizada no dia 22 de julho, por meio digital, para maiores detalhes e aprovação da nova oferta de cotas. A gestora avisa que o fator de proporção para subscrição de novas cotas será equivalente a 9,08%.

Resultados do fundo e queda da inflação

Referentes ao mês de junho, os dividendos do IRDM11 foram de R$ 1,28 por cota, “valor equivalente a uma remuneração bruta de imposto de renda de 155,6% do CDI”, relata a gestora. Confira abaixo:

Resultados do IRDM11 - Fonte: Relatório Gerencial
Resultados do IRDM11 – Fonte: Relatório Gerencial

Neste ponto, o fundo distribuiu menos que no mês anterior. A gestora explica que no último mês já foram observados sinais de redução da inflação, consequência dos constantes aumentos na taxa Selic e normalização da cadeia produtiva em determinados setores da economia.

Mesmo assim, a gestora acredita que o IRDM11 produziu um resultado consistente, tanto em sua carteira de FIIs quanto de CRIs. A gestão acredita que a estratégia de priorizar fundos de papel segue acertada.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Planilha-controle-de-gastos.png

No entanto, o IRDM11 continuará reduzindo sua posição em fundos imobiliários, aproveitando o ágio em alguns ativos da carteira. Já sobre os CRIs o fundo lembra que fez boas alocações em seus investimentos anteriores, com spreads de crédito maiores. Isso ajudou a diminuir o efeito da queda do IPCA.

Por fim, a gestora afirma que alguns ativos indexados à inflação obtiveram resultados que superaram o estimado e que geraram em caixa. Essa diferença deverá ser distribuída ao longo dos próximos meses.

O Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11) é um fundo imobiliário de papel com investimentos em títulos de valores imobiliários. Seu maior foco é em operações no mercado de CRIs, desde que atendam aos critérios definidos na política de investimento.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Gustavo Bianch

Compartilhe sua opinião