Insiders começam a vender suas ações após acertarem a baixa de março

Insiders começam a vender suas ações após acertarem a baixa de março
Insiders começam a vender suas ações após acertarem a baixa de março

Os insiders corporativos, cujas compras acertaram a baixa registrada nos mercados em março, começaram a vender recentemente seus ativos. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (22) pelo jornal “Bloomberg”.

Segundo dados compilados pelo “Washington Service”, ao redor de mil executivos e diretores venderam as ações das suas próprias empresas neste mês, superando o número de insiders que compraram esses ativos  em uma proporção de 5 para 1. Apenas duas vezes nas últimas três décadas o índice de compra e venda foi maior do que o registrado atualmente.

O aumento nas vendas de ações por parte dos executivos ocorre depois que o mercado se recuperou da queda histórica registrada em março, elevando o S&P 500 em mais de 45% em relação à baixa do ano. Agora, com o valor das empresas de tecnologia registrando os níveis mais altos de todos os tempos, mesmo com a pandemia do coronavírus (covid-19) e a recessão econômica, alguns executivos estão se preocupando.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

Dessa forma, os dados do “Washington Service” indicam que menos de 200 insiders corporativos compraram ações em julho, muito menor que a média mensal de 1.160 durante o primeiro semestre deste ano. Em termos de valor total, esses executivos venderam US$ 52,6 milhões (cerca de R$ 268,8 milhões) dos ativos na semana passada, enquanto suas compras totalizaram US$ 3,4 milhões, segundo dados compilados pela Bloomberg.

A opinião de especialistas sobre a atitude dos insiders

O diretor de pesquisas do site “InsiderInsights.com“, Jonathan Moreland, explicou ao jornal norte-americano a relevância dos dados. “Nosso indicador agora está piscando um sinal de alerta”, disse Moreland. “Não estou preparado para dizer que todos deveriam vender os ativos e entrar vendido no mercado por causa dos dados recentes vindos dos insiders. Atualmente, fico mais confortável vendendo alguns das minhas posições ganhadoras. Ainda não confiamos na recuperação recente do mercado”.

“Quando o mercado está sendo negociado como atualmente, muito próximo dos máximos de todos os tempos, ele fornece a perspectiva de que os especialistas não acreditam que o mercado esteja nesses níveis”, disse Robert Pavlik, gerente sênior de portfólio da SlateStone Wealth . “Aparenta que eles acham que seus estoques estão supervalorizados. Pode ser verdade, mas não há certeza.”

Veja também: Linx (LINX3): ex-controlador faz acordo com CVM sobre ‘insider trading’

Entre os insiders citados na lista do site estão o presidente do UnitedHealth Group (NYSE: UNH), Stephen J. Hemsley, e o CEO da Morgan Stanley (NYSE: MS), James Gorman.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião