Ibovespa abre em queda atento aos resultados corporativos

O Ibovespa opera em queda nesta quinta-feira (20). Os investidores estão de olho nos resultados corporativos do último trimestre do ano passado. A Petrobras apresentou o maior lucro líquido anual de uma companhia de capital aberto na história do Brasil.

Por volta das 10h30, o Ibovespa variava negativamente a 0,52%, alcançando 115.913,34 pontos. O mercado está atento às novas informações sobre o coronavírus e os estímulos chineses à economia.

Além disso, a reforma administrativa foi postergada novamente, e deverá ser enviada ao Congresso após o carnaval.

Reforma administrativa

O governo federal, na última quarta-feira (19), adiou o envio da proposta de reforma administrativa para o Congresso Nacional. O presidente Jair Bolsonaro havia prometido enviar o texto até esta quinta-feira (20).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, por sua vez, tem exercido pressão sobre os outros membros do governo para que a proposta seja encaminhada o quanto antes. O texto da reforma administrativa foi elaborado pela equipe econômica em 2019, porém, não foi enviada ao Legislativo.

A reforma deverá ser enviada para o Congresso depois do Carnaval. O presidente tinha declarado na última terça-feira (18) que iria estudar a reforma administrativa a “noite toda”.

Coronavírus

As autoridades chinesas anunciaram as novas informações sobre o coronavírus (Covid-19), com 74,67 mil infectados, 2,12 mil mortos. Além disso, 4,92 mil ainda estão sob observação.

Para estimular a economia, o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) anunciou, nesta quinta-feira, a redução do juro do empréstimos prime (LPR) no prazo de um ano, para 4,15% em janeiro para 4,05% em fevereiro.

Saiba mais: Coronavírus coloca recuperação da economia global em risco, diz FMI

As autoridades monetárias chinesas pretendem aumentar o apoio ao crédito para companhias afetadas pelo surto da epidemia da doença, segundo informações divulgadas pelo BC chinês em relatório.

Agenda corporativa

Petrobras

A Petrobras (PETR3; PETR4) registrou seu maior lucro da história (sem contar a inflação) em 2019. O lucro líquido da Petrobras foi de R$ 40,1 bilhões, o maior número já registrado por uma empresa de capital aberto na história do Brasil. A alta do lucro em relação a 2018 foi de 55,70%. A estatal petrolífera divulgou seu balanço na última quarta-feira (19).

De acordo com a estatal, esse resultado foi impulsionado principalmente com o resultado do ganho de capital sobre desinvestimentos (principalmente TAG, BR Distribuidora e ativos de E&P).

Fleury

O Grupo Fleury (FLRY3) apresentou, na última quarta-feira (19), seu lucro referente a 2019 e ao quarto trimestre do ano passado. A empresa apresentou uma alta de 4,7% no lucro líquido recorrente em 2019, atingindo R$ 347,1 milhões.

Confira: JHSF anuncia Hotel Fasano em Nova York, o primeiro fora da América do Sul

No quarto trimestre, o lucro foi de R$ 65,2 milhões, um avanço de 12% frente a R$ 58,2 milhões na comparação com o mesmo período de 2018.

PetroRio

A PetroRio (PRIO3) registrou crescimento de 854% no lucro líquido do quarto trimestre de 2019. Esse valor é equivalente a R$ 573,6 milhões. No ano de 2018, o lucro foi de R$ 60,1 milhões.

Por sua vez, o lucro anual da companhia petroleira registrou R$ 688,4 milhões, alta de 236% em comparação com o mesmo período de 2018 (R$ 204,8 milhões).

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quarta-feira (19), o Ibovespa encerrou em alta de 1,34%, a 116.517,59 pontos.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião