Ibovespa sobe com Vale (VALE3) e salto de 8% da CSN Mineração (CMIN3); Yduqs (YDUQ3) cai 11%, Magazine Luiza (MGLU3) avança e dólar recua

O Ibovespa encerrou a sessão desta segunda-feira (13) com uma valorização de 0,44%, aos 128.154,79 pontos, após registrar um patamar mínimo de 127.598,83 pontos e uma máxima de 128.669,39 pontos. Durante o dia, o volume financeiro somou R$ 18,3 bilhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

Em dia de alta do Ibovespa, as bolsas de Nova York fecharam sem direção definida.

  • Dow Jones: -0,21%, aos 39.431,64 pontos;
  • S&P500: -0,02%, aos 5.221,40 pontos;
  • Nasdaq: +0,29%, aos 16.388,24 pontos.

O dólar à vista, por sua vez, registrou uma queda de 0,14%, cotado a R$ 5,1510, depois de alcançar um preço máximo diário de R$ 5,1639.

Segundo Lucas Almeida, especialista em mercado de capitais e sócio da AVG Capital, a bolsa de valores hoje operou em alta, indo na “contramão” do mercado de ações dos EUA, impulsionado pelo setor financeiro. Nesse sentido, B3 (B3SA3) subiu mais de 2,9% e outras companhias também registraram ganhos.

A Vale (VALE3), que subiu 0,87% hoje (13), também contribui positivamente para Índice Bovespa devido ao aumento no preço do minério de ferro. Já a Petrobras (PETR4) registrou estabilidade nas ações preferenciais e baixa de 0,34% nas ações ordinárias, diante das expectativas de um balanço trimestral mais “fraco”.

O Relatório Focus do Banco Central divulgado hoje destacou um aumento nas projeções para inflação, PIB e Selic para este ano. A estimativa do IPCA passou de 3,72% para 3,76%, diante das pressões inflacionárias que ainda persistem. A projeção para o PIB passou de 2,05% para 2,09%, e a da Selic, saiu de 9,63% para 9,75%.

“Nesta semana, os mercados estarão atentos na divulgação dos dados de inflação dos EUA, pois pode ajustar as expectativas sobre as futuras políticas do Federal Reserve, impactando os mercados globais, inclusive o brasileiro. No Brasil, a ata do Copom a ser divulgada amanhã será um ponto de atenção após a recente redução da taxa Selic e as divisões internas reveladas”, destaca Almeida.

Destaques do Ibovespa hoje

Nas quedas do Ibov hoje estiveram as ações de Yduqs (YDUQ3), apesar do anúncio de um balanço de resultados no primeiro trimestre que acabou atendendo as projeções do mercado, com aumento anual de 11% no lucro líquido.

“Apesar de alcançar um crescimento de dois dígitos na receita líquida e um aumento no lucro bruto, a empresa enfrentou uma contração na margem operacional devido a provisões elevadas e despesas no segmento de EAD, que não atingiu as expectativas de crescimento”, afirma o especialista.

Já as ações da Azul (AZUL4) estiveram entre as altas do Ibovespa hoje, impulsionadas pela divulgação dos resultados financeiros do primeiro trimestre, que ficaram acima das expectativas do mercado.

A Azul registrou um Ebtida de R$ 1,4 bilhão no 1T24, com crescimento de 37% na comparação anual. Mesmo com um prejuízo líquido ajustado de R$ 324 milhões, alguns indicadores chave tiveram uma melhora, com crescimento anual na base de 2%. Almeida diz que isso indica “uma recuperação consistente no volume de passageiros e uma estratégia de precificação resiliente”.

Maiores altas do Ibovespa

  • CSN Mineração (CMIN3): +8,48%
  • Raia Drogasil (RADL3): +3,51%
  • B3 (B3SA3): +2,65%
  • Magazine Luiza (MGLU3): +2,60%
  • Embraer (EMBR3): +2,30%

Maiores quedas do Ibovespa

  • Yduqs (YDUQ3): -11,85%
  • LWSA (LWSA3): -3,05%
  • IRB Brasil (IRBR3): -2,96%
  • Minerva (BEEF3): -2,37%
  • GPA (PCAR3): -2,26%

Último fechamento do Ibovespa

O Ibovespa fechou o pregão de sexta-feira (10) em queda de 0,46%, aos 127.599,57 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno