Ibovespa cai 1,6% com Wall Street no vermelho após crise do Credit Suisse; CVC (CVCB3) despenca 7%

O Ibovespa abre em queda de 1,7% nesta quarta-feira (15), aos 101.304 pontos. O dia é marcado por novos balanços trimestrais e uma agenda corporativa mais agitada.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Com isso, em ambas as pontas do Ibovespa hoje figuram companhias que divulgaram seus balanços na véspera, como o Méliuz (CASH3), que sobe cerca de 7%, e a Localiza (RENT3), que cai mais de 5%.

Além disso, após a crise desencadeada pela falência do SVB na sexta (10) anterior, o Credit Suisse agora ganha destaque negativo.

Com o principal acionista recuando de um eventual aporte de capital, os papéis despencaram mais de 25% no premarket, agravando ainda mais o cenário de complicações visto pelo banco suíço há meses.

As bolsas de Wall Street amargam quedas drásticas, com 1,8% de retração no S&P e no Dow Jones.

Na Europa, baixa de 2,9% e 3% em Frankfurt (DAX) e Londres (FTSE). Paris (CAC) cai 3,5%, ao passo que Milão (FTSE MIB) recua 3,8%.

Os contratos futuros do dólar, com vencimento para abril, operam em alta de 0,8% a R$ 5,295.

Nas commodities, o petróleo Brent despenca 3,4% a US$ 74,75. O minério de ferro, por sua vez, fechou estável a US$ 134.

Notícias que movimentam a bolsa de valores hoje

  • Credit Suisse derrete com recuo do principal acionista
  • Localiza mostra lucro abaixo do esperado
  • Méliuz surpreende no 4T22

Crise no Credit Suisse

As ações do banco Credit Suisse (C1SU34) operam em forte queda na manhã desta quarta-feira (15) após o principal acionista da instituição suíça, o Saudi National Bank (SNB), da Arábia Saudita, descartar a hipótese de oferecer mais assistência financeira à instituição.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Com isso, as ações do Credit Suissse despencam 26% nas negociações que precedem a abertura de mercado (premarket) em Nova York.

“A resposta é absolutamente não, por muitas razões além da razão mais simples, que é regulatória e estatutária”, disse o presidente do SNB, Ammar Al Khudairy, em entrevista à Bloomberg TV.

Na terça (14), o Credit Suisse havia dito ter identificado “fraquezas significativas” na divulgação de resultados financeiros dos últimos anos em função de controles internos ineficientes.

No relatório anual de 2022, o banco suíço disse que sua liderança, incluindo o CEO Ulrich Körner e o diretor financeiro Dixit Joshi, que começaram a trabalhar na instituição no ano passado, concluiu que seus controles não são eficientes.

Apesar das falhas, o Credit Suisse disse que suas demonstrações financeiras “representam razoavelmente, em todos os aspectos relevantes, a condição financeira consolidada do grupo”.

Resultado da Localiza

A Localiza (RENT3) registrou lucro líquido ajustado de R$ 637,7 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), representando queda de 12,5% ante igual etapa do ano anterior.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da Localiza no período foi de R$ 2,164 bilhões no período. Essa cifra representa alta de 30,8% ante igual intervalo de 2021.

Os analistas da XP consideraram o resultado da Localiza levemente abaixo do esperado, tendo um lucro líquido 5% abaixo das projeções da casa.

Como pontos positivos, a XP destaca a Forte adição líquida de frota no trimestre (com cerca de 56 mil veículos) com a compra de 97 mil veículos, pois os descontos das montadoras melhoraram em relação aos níveis de pandemia.

Méliuz (CASH3): prejuízo cai 82% no 4T22 para R$ 5,4 milhões

Méliuz (CASH3) registrou prejuízo líquido de R$ 5,4 milhões, uma queda de 82% em relação às perdas de igual período de 2021, quando a empresa reportou R$ 29,7 milhões.

“Excluindo o Bankly, revertemos o prejuízo da companhia e conseguimos reportar um lucro líquido de R$ 2,8 milhões no 4T22. Considerando o Méliuz (controladora), reduzimos nosso caixa em apenas R$ 1 milhão em relação ao 3T22. Esses números mostram que estamos no caminho certo para tornar a empresa geradora de caixa no curto prazo”, destaca a mensagem da administração.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Ebitda do Méliuz (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 18,4 milhões negativos no 4T22, uma melhora de 64% em relação ao 4T21, quando chegou aos R$ 51,7 milhões negativos.

Excluindo o Bankly, o lucro líquido do Méliuz foi de R$ 2,8 milhões no 4T22, contra o prejuízo de R$ 29,7 milhões de um ano antes.

Maiores altas do Ibovespa

  • CASH3: +6,7%
  • BEEF3: +1%
  • RDOR3: +0,4%
  • MRVE3: +3%
  • TAEE11: +0,3%

Maiores baixas do Ibovespa

  • CVCB3: -6,8%
  • RENT3: -5,6%
  • HAPV3: -5,2%
  • CSNA3: -3,7%
  • RRRP3: -3,7%

Última cotação do Ibovespa

Ibovespa encerrou o pregão da terça-feira (14) em baixa de 0,18%, aos 102.932 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião