Mercado

Ibovespa ameniza perdas e fecha aos 102 mil pontos; Petrobras (PETR4) e Vale (VALE3) puxam quedas; bancos fecham mistos

Fechamento do Dia
Redação Suno Notícias
por Redação Suno Notícias

O Ibovespa encerrou o pregão desta quarta-feira (15) em queda de 0,25% aos 102.675,45 pontos, após oscilar entre 100.692,04 e 103.048,28 pontos. O volume financeiro do dia somou R$ 28,7 bilhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

A bolsa de valores hoje operou a maior parte do dia em queda, chegando a atingir a mínima do ano, aos 100.692 pontos. O mercado ainda está refletindo a crise bancária mundial, que além do Silicon Valley Bank (SVB), agora tem um novo personagem de peso: o Credit Suisse.

As ações do banco suíço caíram mais de 24% após serem apontadas “novas inconsistências no balanço”, e o investidor saudita Saudi National Bank descartar um novo socorro.

“A resposta é absolutamente não, por muitas razões além da razão mais simples, que é regulatória e estatutária”, disse o presidente do Saudi National Bank  (SNB), Ammar Al Khudairy, em entrevista à Bloomberg TV. Em outubro de 2022, a instituição já havia ajudado o Credit Suisse com um aumento de capital — fato que os fez comprar 10% do banco.

Para Idean Alves, sócio e chefe da mesa de operações da Ação Brasil Investimentos, tanto os EUA, quanto o Brasil e o mundo, durante os últimos meses viveram “como um praticante de mergulho de apneia”, suportando juros altos e induzindo a falta de crédito como forma de não oxigenar a economia, para assim controlar a inflação. 

“Só que esse movimento tem um preço e prazo para acabar. E ele começa a cobrar esse ajuste via bancos pequenos, médios, e empresas altamente endividadas, que não devem aguentar por muito tempo esse patamar de juros. Como vítima, podemos ter o consumidor ‘fugindo’ da alta de preços, mas quase que como um beco sem saída, vendo o mundo entrar em recessão”, explica Alves.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Com a queda do Ibovespa, o dólar fechou em alta (0,7%), a R$ 5,293, após oscilar entre R$ 5,273 e R$ 5,329. Enquanto isso, as bolsas de Nova York fecharam com perdas — exceto pela Nasdaq. Confira abaixo:

  • Dow Jones: -0,87% (31.876,48 pontos);
  • S&P500: -0,69% (3.892,37 pontos);
  • Nasdaq: +0,05% (11.434,05 pontos).

Em função da queda das principais commodities negociadas pelo Brasil, o dia também foi de perdas para as blue chips do índice. Nesta quarta-feira, a cotação internacional do petróleo atingiu o menor valor desde 2021.

Com o Brent para maio recuando 4,85%, a US$ 73,69 o barril, os ativos preferenciais e ordinários da Petrobras (PETR4;PETR3) fecharam com perdas de 1,77% e 2,44%, cotados a R$ 23,34 e R$ 26,35, respectivamente.

Ainda que o minério de ferro negociado na bolsa de Dalian tenha fechado estável (US$ 134,32 a tonelada), as ações da Vale (VALE3) recuaram no pregão de hoje. Os ativos tiveram perdas de 3,01%, cotados a R$ 81,45.

Diante disso, e com os juros futuros (DIs) em queda (já precificando um eventual recuo da taxa de juros no curto prazo), a ponta negativa do índice foi composta pelo setor de commodities, como a Siderurgia Nacional (CSNA3), Gerdau (GGBR4) e 3R Petroleum (RRRP3).

Outra queda no Ibov foi da CVC (CVCB3), que na véspera teve a recomendação cortada pelo JP Morgan e também divulgou os resultados do quarto trimestre de 2022 — que, apesar de reduzir o prejuízo, apresentou números aquém do consenso do mercado. 

Entre os ativos bancários, o dia também foi misto. No pregão de hoje, o Santander (SANB11) recuou 0,19%, o Itaú (ITUB4) perdeu 0,25%. Já o Banco do Brasil (BBAS3) valorizou 0,11% e o Bradesco (BBDC4) teve alta de 1,42%%. 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Maiores altas do Ibovespa

  • Méliuz (CASH3): 14,44%;
  • Minerva (MRVE3): 7,19%;
  • Natura (NTCO3): 6,63%;
  • Eletrobras (ELET6): 6,01%;
  • Redo D’Or (RDOR3): 5,88%

Maiores baixas do Ibovespa

  • CVC (CVCB3): -6,12%;
  • CSN (CSNA3): -6,04%;
  • Gerdau (GGBR4): -4,66%;
  • Gerdau Metalurgia (GOAU4): -4,1%;
  • 3R Petroleum (RRRP3): -3,58%
Últimas atualizações
  atualização
15.03.2023 16:35

Ibovespa hoje às 16h30; veja as maiores altas e baixas

Por volta das 16h30, o Ibovespa hoje estava em queda de 0,05%, aos 102.885 pontos.

 

Maiores altas do Ibovespa

  • CASH3: 14,44%;
  • MRVE3: 7,48%;
  • NTCO3: 7,20%;
  • ELET6: 7,05%;
  • RDOR3: 5,79%

 

Maiores baixas do Ibovespa

  • CVCB3: – 5,81%;
  • CSNA3: – 5,53%;
  • GGBR4: – 4,47%;
  • GOAU4: – 3,85%;
  • CMIN3: -3,70%
15.03.2023 16:01

Ações da Natura&Co (NTCO3) entram em leilão

Por volta das 16h do Ibovespa hoje, as ações da Natura&Co (NTCO3) estavam em leilão após registrarem alta de 7,28%.

15.03.2023 14:34

Bolsas da Europa fecham em forte queda

Os mercados acionários europeus fecharam em forte queda, reagindo às turbulências causadas pelo Credit Suisse, após o principal acionista do banco suíço descartar a possibilidade de novos aportes na instituição.

  • Frankfurt (DAX): -3,27% (14.735,26 pontos)
  • Lisboa (PSI 20): -2,77% (5.812,87 pontos)
  • Londres (FTSE 100): -3,83% (7.344,45 pontos)
  • Madri (IBEX 35): -4,01% (8.792,07 pontos)
  • Milão (FTSE MIB): -4,61% (25.565,84 pontos)
  • Paris (CAC 40): -3,58% (6.885,71 pontos)
15.03.2023 14:16

Credit Suisse acelera queda para 23%

As ações do Credit Suisse operam em queda de 23% na Bolsa de Nova York (NYSE). Nas negociações pré-mercado, o papel chegou a cair mais de 26%.

Os papéis abriram a US$ 1,76, representando uma baixa de 28,8% em relação ao preço de fechamento da véspera.

15.03.2023 14:07

Ibovespa ameniza perdas após mínima do ano

Por volta das 14h05, o Ibovespa amenizou suas perdas, após bater na mínima de 2023 aos 100.692 pontos, e recua 0,91%, aos 102 mil pontos.

15.03.2023 13:19

Mesquita/Itaú: Fed pode aumentar juros na próxima reunião

Mario Mesquita, economista-chefe do Itaú Unibanco (ITUB4), acredita que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) deve aumentar a taxa de juros na próxima reunião. Porém, a elevação não deve ser de meio ponto percentual, como o esperado antes das crises no Silicon Valley Bank e no Credit Suisse.

“Passando a situação bancária nos Estados Unidos, e agora com alguma ramificação na Europa, o Fed pode continuar elevando a taxa de juros. Eles tinham sinalizado que iam fazer um arranque de meio ponto, iam voltar a reacelerar a alta de juros. A gente acha que não tem mais espaço para isso, deve ficar nos 0,25. Se o mercado ficar muito turbulento até a reunião, talvez eles nem consigam fazer isso”, projeta o economista.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/01/1420x240-Banner-Artigos-1-_-Banner-Materias-1-AO-SNAG.png

15.03.2023 13:17

Petroleiras despencam e Petroreconcavo (RECV3) é destaque negativo

Com a queda do petróleo no mercado internacional, o Ibovespa amplia a queda com os papéis do setor despencando no índice.

  • Petrobras (PETR4;PET3): -3,54% e -4,04%, respectivamente
  • PetroRio (PRIO3): -5,19%
  • 3R Petroleum (RRRP3): -5,53%
  • Petroreconcavo (RECV3): -15,96%
15.03.2023 12:37

Weg (WEGE3) Intelbras (INTB3) pagam dividendos

Os acionistas da a Weg (WEGE3) e da a Intelbras (INTB3) receberão nesta quarta-feira os dividendos que serão distribuídos pelas companhias.

A a Weg distribuirá rendimentos de R$ 0,0441 por ação, enquanto a a Intelbras pagará R$ 0,1973 por ação.

Você pode saber mais detalhes sobre essa distribuição de proventos aqui.

15.03.2023 12:36

Dólar sobe 0,9% no intradia

Os contratos futuros do dólar, com vencimento para abril, operam em alta de 0,93% no intradia, a R$ 5,329.

15.03.2023 12:35

Localiza (RENT3) cai após balanço

A Localiza (RENT3) registrou lucro líquido ajustado de R$ 637,7 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), representando queda de 12,5% ante igual etapa do ano anterior. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da Localiza no período foi de R$ 2,164 bilhões no período. Essa cifra representa alta de 30,8% ante igual intervalo de 2021. Os analistas da XP consideraram o resultado da Localiza levemente abaixo do esperado, tendo um lucro líquido 5% abaixo das projeções da casa. Como pontos positivos, a XP destaca a Forte adição líquida de frota no trimestre (com cerca de 56 mil veículos) com a compra de 97 mil veículos, pois os descontos das montadoras melhoraram em relação aos níveis de pandemia. Os papéis da companhia chegaram a cair mais de 7% mais cedo, e agora desaceleram a queda para 3%.
15.03.2023 12:35

Petróleo derrete 4,6%

Com temores sobre uma demanda menor na China após o país divulgar dados de produção industrial, o petróleo Brent derrete 4,7% no intradia, a US$ 73 por barril.

15.03.2023 12:34

S&P e Dow Jones recuam

Após um premarket de quedas intensas, o S&P e o Dow Jones seguem no vermelho. Os índice operam em 1,6% e 1,45% de baixa, respectivamente.

Além disso, na Europa a Bolsa de Frankfurt (DAX) cai 2,6% ante 3% de retração em Londres (FTSE).

15.03.2023 12:32

PETR4, VALE3 e bancos recuam

Representando as maiores participações na carteira do Ibovespa, as ações da Petrobras (PETR4), Vale (VALE3) e dos bancos operam em queda generalizada com o dia no vermelho.

A Petrobras (PETR4) cai 3% no intradia, ante baixa de 3,2% na Vale (VALE3).

O Banco do Brasil (BBAS3) recua 1,3%, ao passo que o Itaú (ITUB4) e a B3 (B3SA3) caem 1,7% e 0,7%, respectivamente.

15.03.2023 12:28

Entenda a crise no Credit Suisse

As ações do banco Credit Suisse (C1SU34) operam em forte queda na manhã desta quarta-feira (15) após o principal acionista da instituição suíça, o Saudi National Bank (SNB), da Arábia Saudita, descartar a hipótese de oferecer mais assistência financeira à instituição.

Com isso, as ações do Credit Suissse caíram 26% nas negociações que precedem a abertura de mercado (premarket) em Nova York. Na abertura de pregão, os papéis caíram 15%. Na Bolsa de Zurique, da mesma forma, as ações recuam 14%.

“A resposta é absolutamente não, por muitas razões além da razão mais simples, que é regulatória e estatutária”, disse o presidente do SNB, Ammar Al Khudairy, em entrevista à Bloomberg TV, sobre o aporte.

Na terça (14), o Credit Suisse havia dito ter identificado “fraquezas significativas” na divulgação de resultados financeiros dos últimos anos em função de controles internos ineficientes.

No relatório anual de 2022, o banco suíço disse que sua liderança, incluindo o CEO Ulrich Körner e o diretor financeiro Dixit Joshi, que começaram a trabalhar na instituição no ano passado, concluiu que seus controles não são eficientes.

Apesar das falhas, o Credit Suisse disse que suas demonstrações financeiras “representam razoavelmente, em todos os aspectos relevantes, a condição financeira consolidada do grupo”. Você pode ler mais sobre o caso aqui.

15.03.2023 12:23

Ibovespa cai aos 101 mil pontos

O Ibovespa opera em queda de 1,76% aos 101.124 pontos por vota das 12h20, com influência de tendências negativas do exterior após a crise do Credit Suisse se agravar.

Maiores altas do Ibovespa

  • CASH3: +6,6%
  • RDOR3: +3,3%
  • ELET6: +2%
  • MRVE3: +1,7%
  • MUL3: +1,2%

Maiores baixas do Ibovespa

  • CVCB3: -8%
  • CSNA3: -6,3%
  • RRRP3: -5%
  • QUAL3: -4,8%
  • PRIO3: -4,6%