Ibovespa engata alta, dólar acumula queda e bolsas mundiais atinge máximas

Ibovespa engata alta, dólar acumula queda e bolsas mundiais atinge máximas
BR Rating lançará formas de avaliação ESG para empresas

A primeira semana de dezembro apresentou um otimismo por parte dos investidores com a autorização do uso emergencial da vacina contra covid-19 e com outros assuntos que foram destaques. O Ibovespa encerrou a última semana a 113 mil pontos e retomou ao nível pré-Carnaval. Por sua vez, o dólar acumulou três semanas seguidas de queda e está no menor valor em quatro meses. Já as bolsas mundiais fecharam em máximas históricas.

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) encerrou o último pregão, sexta-feira (4), em alta de 1,30%, a 113.750,22 pontos. Portanto, a Bolsa superou o dia 21 de fevereiro, quando encerrou a 113.681 pontos, na sexta-feira pré-Carnaval, época em que os brasileiros ainda não tinham o conhecimento sobre os contágios da covid-19 no País.

Nesta semana, segundo a B3 (B3SA3), o Ibovespa acumulou uma valorização de 2,8% e o volume negociado chegou a R$ 31.569.826.563.

Já o dólar encerrou a véspera em leve queda de 0,302%, negociado a R$ 5,1246. A moeda norte-americana está no menor valor desde 22 de julho quando havia sido cotada a R$ 5,114. No acumulado da semana o dólar reportou uma queda de 4,15%.

bolsas globais apresentaram ânimo ao longo da semana. Os três principais índices das bolsas estadunidenses fecharam em máximas históricas. O Dow Jones subiu a 0,83%, o S&P 500 valorizou 0,88% e o Nasdaq teve alta de 0,7%. A Europa e Ásia também encerraram em alta, confira:

Resumo da Semana: Vacina, PIB e pacote de estímulos

A primeira semana de dezembro apresentou otimismo devido aos principais assuntos da semana.

No 2º dia do mês o Reino Unido anunciou que concedeu a autorização para o uso emergencial da vacina contra o novo coronavírus da farmacêutica norte-americana Pfizer e da alemã BioNTech. Dessa forma os britânicos foram os primeiros a autorizar o uso do imunizante contra a covid-19.

A vacinação já está marcada para iniciar na próxima terça-feira (8), segundo o jornal “BBC News”. A afirmação foi feita pelo diretor-executivo da organização que integra o Serviço Nacional de Saúde (NHS, em inglês) do Reino Unido, Chris Hopson, em entrevista ao jornal. O anúncio da autorização do uso do imunizante animou os mercados de todo o mundo

No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o Produto Interno Bruto (PIB) do País o animando os investidores, o que foi representado no Ibovespa.

O PIB do Brasil cresceu 7,7% no terceiro trimestre de 2020 em comparação com o segundo trimestre. O crescimento ocorre depois de um tombo de 9,7% no segundo trimestre. Em relação ao terceiro trimestre de 2019, o PIB caiu 3,9%.

Ademais no cenário externo, o radar dos investidores estavam voltados para o pacote de estímulos da principal economia do mundo, os Estados Unidos.

A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, declarou a jornalistas em entrevista coletiva que há uma “grande negociação” em andamento por mais estímulos em Washington.

Além disso, O Departamento do Trabalho norte-americano divulgou o dado do relatório conhecido como payroll, que apontou uma criação de 245 mil empregos no país em novembro. A métrica frustrou a mediana de previsões consultadas pelo Projeções Broadcast, de geração de 450 mil novas vagas.

Apesar disso, a taxa de desemprego caiu de 6,9% em outubro para 6,7% no mês passado, para além da expectativa de baixa a 6,8%.

Esse assuntos permaneceram ao longo da semana no radar dos investidores e fizeram o Ibovespa engatar alta, o dólar acumular queda e os índices internacionais atingirem máximas históricas.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião