Patrocinado por:

Ibovespa cai 0,13% e dólar acumula alta de 0,85%; veja o resumo da semana

Ibovespa cai 0,13% e dólar acumula alta de 0,85%; veja o resumo da semana
Mercado abre em leve recuo apesar dos índices do Boletim Focus - Foto: Pixabay

O Ibovespa nesta semana acumulou uma queda de 0,13% e encerrou aos 121.880,82 pontos. Contudo, o índice fechou a sexta-feira (14) em alta de 0,97%.

 

Diante disso, confira o desempenho do principal índice da B3 na semana:

  • segunda-feira (10): o Ibovespa anotou queda de 0,11%, aos 121.909,03 pontos, reagindo ao dia negativo no exterior
  • terça-feira (11): o índice subiu 0,87%, aos 122.964,01 pontos, sustentado por blue chips ligadas a commodities
  • quarta-feira (12): em forte queda de 2,65%, o Ibovespa despencou para os 119.710,03 pontos, com o mercado preocupado com a inflação no mundo
  • quinta-feira (13): o índice subiu 0,83%, aos 120.705,91, em linha com as bolsas de Wall Street

As três ações que registraram as maiores altas do Ibovespa na semana foram Yduqs (YDUQ3) e Petrobras (PETR4) ao passo que as maiores quedas foram do Banco Inter (BIDI11) e da Usiminas (USIM5).

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Em relação às bolsas globais, Wall Street acumulou quedas na semana, apesar do o S&P 500 ter fechado a sexta-feira em alta de 1,5 % e o Nasdaq Composite subiu 2,32 % no pregão.

Os dados divulgados na última quarta-feira mostraram que a inflação dos EUA subiu 4,2% em abril, fazendo com que as ações despencassem em todo o mundo à medida que aumentavam os temores de que o Federal Reserve (Fed) interviesse para evitar o superaquecimento da economia, reduzindo os custos dos empréstimos.

Apesar disso, o Fed disse que os choques da inflação provavelmente serão transitórios, já que os efeitos das restrições de bloqueio do ano passado afetam a economia, o que acalmou os mercados.

A Europa e Ásia também encerraram o pregão em alta, confira:

Após despencar 3,74% na última semana, dólar volta a subir

Após ter anotado uma queda acumulada de 3,74% na semana dos dias 3 ao 7 de maio, o dólar acumulou alta de 0,85% nesta semana, fechando o pregão da última sexta-feira cotado a R$ 5,271.

 

Nesta semana, o dólar acumulou alta sobretudo devido aos anúncios de inflação nos Estados Unidos. Desta forma, confira o desempenho da moeda durante esta semana:

  • Segunda-feira (10): a moeda fechou em leve alta de 0,07%, negociada a R$ 5,232 com o o mercado atento à fala do Fed sobre a inflação dos Estados Unidos
  • Terça-feira (11): a queda foi de 0,18%, com o dólar negociado a R$ 5,223 com as previsões de uma  “retomada forte” da economia dos EUA, segundo o Federal Reserve
  • Quarta-feira (12): o dólar fechou em forte alta de 1,59%, voltando a ser negociado a R$ 5,30 após a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA, que saltou 4,2% em abril
  • Quinta-feira (13): Acompanhando o Ibovespa, a moeda encerrou novamente em alta, de 0,15%, negociado a R$ 5,313 após a notícia de que as novas solicitações de seguro-desemprego nos EUA caíram

 

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião