Hidrovias (HBSA3) prevê investimentos de até R$ 1,1 bilhão em 2021

A Hidrovias do Brasil (HBSA3) prevê investimento de R$ 900 milhões a R$ 1,1 bilhão neste ano, acima dos R$ 302,6 milhões investidos no ano de 2020. Já no período de 2021 a 2025, a expectativa é de capex no valor de R$ 2,5 bilhões a R$ 3,0 bilhões. A companhia divulgou nesta quinta-feira (22) suas projeções futuras.

Nesta projeção, a Hidrovias considerou o dólar a R$ 5,20 para 2021 e R$ 5,00 para 2025, informando que variações cambias podem impactar os valores estimados. Além disso, a companhia considerou capex de manutenção e expansão, ou seja, não considerou novos projetos e aquisições futuras que venham a ser aprovadas pela companhia.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A Hidrovias espera que neste ano o Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) fique entre R$ 800 milhões e R$ 880 milhões, esse valor representa crescimento de 31,8% na comparação com 2020. Para 2025, a projeção é de R$ 1,3 bilhão a R$ 1,5 bilhão.

“Acreditamos que a incorporação do Ebitda ajustado fornece ao investidor uma métrica adicional para analisar o resultado da companhia”, informou o documento.

Já em relação ao volume transportado, a Hidrovias estima entre 15,8 milhões de toneladas a 16,9 milhões de toneladas, 24,8% acima do registrado no ano passado. Para 2025, a projeção é de no mínimo 23,9 milhões de toneladas a 26,4 milhões. O volume considera o Corredor Norte, Corredor Sul, Navegação Costeira e Santos.

Após a divulgação das projeções, por volta das 12h55, os papéis da Hidrovias subia 1,69%, negociado a R$ 6,61. Enquanto que o Ibovespa tinha leve alta de 0,21%, a 120.309,18 pontos.

Hidrovias compra grupo Imperial e 50% da Baden

Na segunda-feira (19), a Hidrovias comunicou ao mercado que juntamente com suas controladas Cikelsol e Pricolpar, comprou a Imperial Shipping Paraguay, Imperial South America BV e 50% do capital social da Baden.

Segundo o fato relevante da Hidrovias, a transação foi avaliada em US$ 85 milhões (cerca de R$ 474 milhões), considerado Enterprise Value (valor das empresas), com eventual pagamento adicional de até US$ 5 milhões a serem pagos ao longo dos próximos quatro anos, sujeito ao atingimento de determinadas métricas operacionais.

“A Hidrovias assumirá o compromisso com os atuais clientes das sociedades adquiridas do grupo Imperial e seguirá prestando serviços de acordo com os acordos já existentes, bem como incorporará os mais de 150 colaboradores que fazem parte do quadro atual de tais sociedades por meio da transação”, informou o fato relevante.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO