Semana do Fiagro

Helbor (HBOR3): vendas totais somaram R$ 219,2 milhões no 2T20

Helbor (HBOR3): vendas totais somaram R$ 219,2 milhões no 2T20
Helbor (HBOR3): vendas totais somaram R$ 219,2 milhões no 2T20

A Helbor Empreendimentos (HBOR3) divulgou nessa quarta-feira (22) sua prévia dos resultados operacionais referente ao segundo trimestre de 2020. De acordo com o documento, as vendas totais no período atingiram R$ 219,4 milhões, anotando uma queda de 45,2% na comparação anual, já que entre abril e junho de 2019, o valor total foi de R$ 400,2 milhões.

Só em junho a Helbor alcançou R$ 94 milhões em vendas totais. O valor é 26,8% maior do que o atingido em maio desse ano e 84% superior a abril. Segundo a companhia, o valor é equivalente a 85% dos período anterior a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O documento ainda salientou que a companhia não fez lançamentos no período ‘estrategicamente’, mas apontou que “com a demonstração da melhora da velocidade de vendas no mês de Jun/20 estamos preparados para a retomada dos lançamentos”.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

Além disso, a incorporadora residencial e comercial declarou que no mês assado entregaram o seu primeiro empreendimento residencia em Alphaville, em parceria com a MPD.

De acordo com a prévia, a velocidade de vendas medida pelo indicador VSO Parte Helbor atingiu 8,4% no segundo trimestre, sendo inferior ao VSO apresentado no mesmo período de 2019, quando registrou 13,3%.

Resultados da Helbor no 1T20

A Helbor registrou lucro líquido de R$ 5,4 milhões no primeiro trimestre de 2020. Desse modo, a construtora reverteu o prejuízo apresentado no mesmo período no ano passado de R$ 39,2 milhões.

A receita líquida totalizou R$ 258,6 milhões, alta de 11%. O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da incorporadora passou de R$ 5 milhões entre janeiro a março de 2019 para R$ 18,1 milhões no primeiro trimestre de 2020. No mesmo período, a margem Ebitda subiu 7%.

Veja também: Helbor fecha venda de três imóveis por R$ 175 milhões

“A companhia e o setor tiveram um início de ano extremamente promissor com forte demanda pelos nossos produtos além das condições financeiras muito favoráveis aos compradores. Infelizmente houve um congelamento desse cenário devido aos efeitos da pandemia global”, informou a Helborem seu comunicado.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO