Small Caps: Veja as 5 ações que mais caíram em junho

Small Caps: Veja as 5 ações que mais caíram em junho
Johnson & Johnson tem alta no lucro do 2TRI. Foto: Pixabay

A aérea Gol (GOLL4) caiu 14,3% no acumulado do mês de junho, sendo a maior queda dentre as small caps da bolsa, além de figurar como a empresa com maior desvalorização no Ibovespa ao longo do mês. A Cielo (CIEL3) é a segunda ação com maior queda em ambos os casos – no Ibovespa e no SMAL11.

O SMAL11, ETF que replica a carteira teórica de small caps listadas na bolsa, teve um mês de estabilidade em junho.

Contudo, ainda em um mês de otimismo moderado, várias small caps tiveram baixas expressivas.

As maiores quedas em small caps em maio foram:

Gol

Ainda sofrendo com os impactos da pandemia, a aérea reporta uma desvalorização de quase 15%, com ações cotadas a R$ 23,34. Isso ocorreu em meio à conclusão recente do seu aumento de capital, de R$ 423 milhões.

A Gol vê fortes concorrentes, como a Azul (AZUL4), decolando à frente, com movimentos agressivos e possibilidade de aquisições, mas fica atrás.

O preço descontado, contudo, pode ser atrativo. O Goldman Sachs vê os ativos com bons olhos e dá recomendação de compra com preço-alvo de R$ 28,60.

Cielo

A companhia já segue com uma desvalorização crescente, com queda de quase 25% se for considerado o acumulado de doze meses. Em junho, especificamente, a Cielo viu as concorrentes passarem na sua frente, com as aquisições recentes da Stone, que incluem a Linx.

A operação aprovada, pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), da ordem de R$ 6,7 bilhões, coloca a Cielo em posição desfavorável com uma concorrência mais ampla, ocasionando queda de 13,5% nos papéis.

Positivo

O resultado da companhia encolheu no primeiro trimestre deste ano, com saindo de R$ 147,3 milhões de lucro líquido no fim de 2020 para R$ 54,8 milhões.

A queda de cerca de 13% pode representar uma correção do mercado, dada a alta expressiva de mais de 140% nos últimos doze meses, com escalada entre abril e maio.

A Positivo pavimenta seu crescimento com venda de computadores e equipamentos de informática a preços mais acessíveis, além dos contratos das urnas eletrônicas, que já chegaram a R$ 1 bilhão com as autoridades eleitorais.

Indústrias Romi

A fabricante de equipamentos, pelo segundo mês consecutivo, fica dentre as maiores baixas das small caps, com o último balanço reportando lucro de R$ 20,7 milhões no primeiro trimestre, queda de quase 50% em relação ao mesmo período do ano passado.

A desvalorização, que já era de 15,4% no acumulado de maio, foi de 12,2% no mês de junho, reportando impaciência do mercado com os papéis – atualmente cotados a R$ 25,92.

Neogrid

Seguindo a tendência do mês passado, novamente a Neogrid amarga perdas, desta vez de 12,1% – em face de 10,3% de queda em maio.

A companhia ainda é novata na bolsa de valores, ainda reportando seus primeiros resultados aos acionistas enquanto companhia de capital aberto. Apesar do lucro líquido recorde no primeiro trimestre de 2021, com alta de 117,5%, a catarinense do ramo de softwares ainda vê suas ações em incerteza nos seus primeiros meses de listagem.

Realizações dos meses anteriores também impactam a companhia, considerando que a mesma já teve papéis cotados a mais de R$ 12, mas agora fica com preço cravado em R$ 6,25, tendo a 5ª pior rentabilidade dentre as small caps no mês de junho.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!