AGENDA

Getnet (GETT11) e Inter (BIDI11) afundam com tensão política e alta de juros

Getnet (GETT11) e Inter (BIDI11) afundam com tensão política e alta de juros
Getnet (GETT11) estreou no Ibovespa em outubro e soma grande volatilidade com correções recentes e cenário macro em mudança - Foto: Divulgação

O Ibovespa despencou na tarde desta quinta-feira (21), empurrado pelo preocupação do mercado em torno do risco fiscal, após o governo ensaiar aplicação de medidas para encontrar espaço no orçamento fora do teto de gastos. Hoje, a Getnet (GETT11) e o Banco Inter (BIDI11) lideraram a derrocada na B3.

A GetNet teve queda de 19.76%, negociada a R$ 6,82. A empresa teve máxima às 10h30, negociada a R$ 9,50. Ao longo do dia, na medida em que as notícias do governo e do teto de gastos foram divulgadas, a GETT11 liderou as quedas na bolsa, alcançando mínima de R$ 6,60.

A empresa que lidera a maior queda no dia é também a mais recente integrante do Ibovespa: estreou nesta semana e alcançou alta forte em seus primeiros dias. No entanto, a empresa de maquininhas do Santander (SANB11) foi atingida pelo cenário adverso e entrou em queda.

O Banco Inter (BIDI4), por sua vez, registrou queda de 10,70%, a R$ 14,58. O banco já iniciou o dia despencando 7,48% nos primeiros 15 minutos do Ibovespa. 

A conjuntura política e temor fiscal foram fatores que fizeram os juros dispararem, precificando aumento de 1,75 ponto percentual para a próxima reunião do Copom. Ao final da sessão, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) de janeiro de 2022 alcançou 7,91% , anteriormente 7,66%. A DI de janeiro de 2023, por sua vez, foi de 9,91% para 10,56%. Para 2025, a taxa foi de 10,90% para 11,51%, enquanto o DI para  2027 foi de 11,27% para 11,82%.

A alta do juros representa risco especialmente para a Getnet, uma vez que sua área de negócios, de máquinas de cartão de crédito, depende muito do fluxo de consumo — com juros altos, tende a diminuir. Como a precificação destes ativos é feita com base no fluxo de caixa descontado, isto é, uma projeção das produções futuras, as previsões de alta dos juros impactam diretamente essas ações.

Além de Getnet e Banco Inter, outras empresas do Ibovespa atingem mínimas do ano em ‘Waiver Day’

Várias ações brasileiras do Ibovespa atingiram hoje a mínima em um ano, em meio ao nervosismo do mercado com as incertezas fiscais. Entre elas estão o Magazine Luiza (MGLU3), que chegou à mínima de R$ 12,28 e a Via (VIIA3), que bateu no piso de R$ 6,87 neste ‘Waiver Day’. A lista completa pode ser vista na matéria abaixo.

Veja as empresas que atingiram a menor cotação em um ano nesta quinta Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e outras do Ibovespa atingem mínimas do ano em 'Waiver Day'

Segundo analistas, o governo perdeu a pouca credibilidade que tinha com o mercado financeiro nesta quinta-feira, o que explica a forte queda não só na Getnet e Banco Inter, mas nos papéis do Ibovespa de forma geral.

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião