Fundos de investimento têm captação líquida de R$ 1,4 bi

Fundos de investimento têm captação líquida de R$ 1,4 bi
Fundos de investimento têm captação líquida de R$ 1,4 bi

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima) informou nessa quarta-feira (27), através de um relatório, que os fundos de investimento anotaram uma captação líquida de R$ 1,4 bilhão do dia 1 de maio até o dia 22 do mesmo mês. O resultado teve influência, principalmente, dos fundos de renda fixa que captaram R$ 3,1 bilhões no período.

No acumulado de março até o dia 22, as aplicações ficaram em R$ 406,7 bilhões enquanto os resgates ficaram em R$ 405,3 bilhões. Contudo, os fundos de investimento reportaram uma saída líquida de R$ 2,7 bilhões na semana passada, o que representou a maior saída de recursos durante o período que o relatório abrange.

Entre os dia 18 e 22 de maio, as aplicações ficaram em R$ 100,8 bilhões, ante a R$ 103,5 bilhões em resgates.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

O relatório ainda destacou que as cinco classes de fundos que tiveram captação líquida positiva no acumulado de março até o dia 22. Confira:

  • Renda fixa (R$ 3,2 bilhões);
  • FIDC (R$ 529 milhões);
  • Cambial (R$ 518 milhões);
  • Ações (R$ 222 milhões);
  • FIP (R$ 196 milhões).

Em contrapartida, os fundos que reportaram saída líquida foram:

No período do dia 1 de janeiro até o dia 22 de maio de 2020, a indústria de fundos acumulou R$ 56,6 bilhões em resgates. O total representa 1% de todo o patrimônio líquido do segmento.

Fundos de investimento

Os fundos de investimento são uma forma de aplicação em renda fixa ou variável. Por meio desta categoria, os investidores tentam maximizar os retornos financeiros a longo prazo com maior conforto e segurança.

Saiba mais: Fundos de investimento anotam entrada líquida de R$ 11,9 bilhões em março

Um fundo reúne o dinheiro de vários investidores que decidiram aplicar nele. Quando o investidor aplica em fundos, na prática ele está comprando cotas que são a menor fração do patrimônio deste tipo de investimento.

É uma aplicação muito comum para investidores que não possuem conhecimento do mercado financeiro ou tempo para investir seu dinheiro.

Veja também: Fundos de ações têm aporte de R$ 5,034 bilhões no mês de março

As categorias principais dos fundos de investimento são: fundos de renda fixa, fundos de ações e fundos multimercado.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!