Dólar volta a cair e fecha aos R$ 5,17

Dólar volta a cair e fecha aos R$ 5,17
Dólar. Foto: Gerd Altmann, por Pixabay.

O dólar encerrou esta segunda-feira (12) em queda, interrompendo as últimas oito sessões de alta. Hoje, a moeda caiu 1,25%, aos R$ 5,17.

Na última quinta-feira (8), antes do feriado, o dólar fechou em seu maior valor registrado desde 26 de maio, em uma alta de 0,29% aos R$ 5,255.

De acordo com Rodolfo Carneiro, especialista da Valor Investimentos, as perspectivas para a semana são sobre o envio da reforma tributária ao Congresso, a vacinação no País e a variante Delta do coronavírus, que aumenta os riscos de um novo lockdown.

Notícias que movimentam o dólar hoje

Confira algumas notícias que movimentaram o mercado hoje:

  • Dólar para 2021 passa de R$ 5,04 para R$ 5,05, projeta Focus
  • Rendimentos de fundos imobiliários não serão tributados, diz site
  • Yellen insta UE a manter política fiscal expansionista para apoiar retomada

Boletim Focus

O Boletim Focus, divulgado na manhã desta segunda-feira (12), pelo Banco Central (BC), mostrou alteração no cenário para a moeda norte-americana em 2021. A mediana das expectativas para o dólar no fim período foi de R$ 5,04 para R$ 5,05, ante R$ 5,18 de um mês atrás.

Para 2022, a projeção para o dólar permaneceu em R$ 5,20, mesmo valor de quatro pesquisas atrás. A projeção anual de câmbio publicada no Focus passou a ser calculada com base na média para a taxa no mês de dezembro, e não mais no valor projetado para o último dia útil de cada ano.

A mudança foi anunciada em janeiro passado pelo BC. Com isso, a autarquia espera trazer maior precisão para as projeções cambiais do mercado financeiro.

Rendimentos de fundos imobiliários

Os rendimentos de fundos de imobiliários (FIIs) continuarão isentos de imposto de renda ao contrário do previa a proposta de reforma tributária enviada pela equipe econômica à Câmara dos Deputados. A informação é do Poder 360.

A retirada da medida que tributaria rendimentos de fundos imobiliários conta com o apoio do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira. De acordo com a reportagem, a expectativa é de que a mudança seja anunciada nesta semana, no novo relatório elaborado pelo deputado Celso Sabino (PSDB-PA).

O texto do Executivo modificaria os rendimentos de FIIs com cotas negociadas em Bolsa distribuídos a pessoa física. A partir de 2022, os ganhos de capital, além da amortização e da alienação de cotas, passariam a estar sujeitos a uma alíquota de 15%.

EUA e UE

Em discurso durante cúpula do Eurogrupo, que reúne ministros das finanças da zona do euro, a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, defendeu nesta segunda-feira, 12, a continuação de medidas fiscais que apoiem a economia nos dois lados do Atlântico pelo menos até 2022.

No evento, Yellen ressaltou os principais pontos da agenda econômica do presidente americano, Joe Biden, e disse que o governo está “comprometido” com políticas para além do pacote de US$ 1,9 trilhão aprovado em março, como investimentos em infraestrutura.

A secretária também elogiou a resposta da União Europeia (UE) à crise econômica provocada pelo coronavírus, tanto a nível do bloco como nacional. “E o BCE respondeu rápida e vigorosamente com uma série de ações que contiveram com sucesso os spreads soberanos e ajudaram a preservar as condições financeiras favoráveis”, destacou.

Fechamento do câmbio hoje

Além do dólar comercial, confira a cotação das principais moedas hoje:

  • Euro: -1,45% aos R$ 6,13
  • Libra: -1,35% aos R$ 7,18
  • Bitcoin: -4,9% aos R$ 171.841,922
  • Dólar turismo: -1,66% aos R$ 5,33

Última cotação do dólar

Na última sessão, sexta-feira (9), o dólar encerrou o pregão em queda de 0,37%, negociado a R$ 5,23.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!