Balanços da semana

Dirigente do Fed diz esperar dois cortes de juros em 2024

O presidente do Federal Reserve (Fed) de Atlanta, Raphael Bostic, declarou que ainda trabalha com a perspectiva de que o primeiro corte de juros ocorra no verão dos EUA, que acontece entre os meses de junho e setembro.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

A declaração do dirigente do Fed se deu nesta sexta (16) em entrevista à CNBC, em que ele também apontou esperar dois cortes da taxa básica de juros até dezembro.

Bostic, no entanto, não descarta a possibilidade de antecipar o relaxamento e de optar por promover três baixas na taxa básica até o fim de 2024, sobretudo se os progressos no combate à inflação se intensificarem.

O dirigente, que vota nas reuniões deste ano do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês), acrescentou que os índices de preços seguem a caminho de retornar à meta de 2%.

Apesar disso, Bostic defendeu uma postura cautelosa na definição da política monetária, em meio ao “tremendo ímpeto” que a economia dos EUA ainda exibe.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Maior risco é geopolítico, diz dirigente do Fed

Na visão dele, não há tanta urgência para abrir o ciclo de afrouxamento de juros, uma vez que o impacto do aperto recente ainda vai demorar para ser completamente sentido. “Precisamos ser pacientes e não assumir que o trabalho acabou”, destacou.

Para Bostic, o maior risco para o cenário econômico, neste momento, está no campo da geopolítica.

Sobre o setor financeiro, o dirigente do Fed destacou que os bancos no distrito dele não observam estresse excessivo no mercado imobiliário comercial.

Com Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião